15:53Dívida confirmada

Confirmando o que foi publicado aqui hoje de manhã, o prefeito Rafael Greca informou há pouco que a dívida deixada por Gustavo Fruet chega a R$ 1,27 bilhão. Confira a reportagem publicada no site da Gazeta do Povo:

O prefeito de Curitiba Rafael Greca anunciou nesta segunda-feira (30) o resultado da análise que sua equipe fez das contas municipais. De acordo com o relatório, a gestão de Gustavo Fruet deixou uma dívida de R$ 1,27 bilhão.

Cerca de metade deste valor – R$ 614 milhões– não tem o instrumento legal para pagamento, chamado empenho.

Essa ação contraria a Lei de Responsabilidade Fiscal, e foi a principal queixa de Fruet quando assumiu a prefeitura. Segundo o ex-prefeito, Luciano Ducci teria deixado cerca de R$ 400 milhões sem empenho.

“Eu passei a campanha inteira respondendo acusações do meu antecessor [Gustavo Fruet] de que governei [Curitiba] sem a Lei de Responsabilidade Fiscal, que é posterior à minha gestão. Mas para quem se orgulhava de cumprir a lei, como Sua Excelência deixou chegar onde chegaram? É uma pergunta que eu gostaria que ele respondesse”, questionou Greca durante o anúncio.

2 ideias sobre “Dívida confirmada

  1. Gabriel Batista da Rocha

    SE REALMENTE ESSE VALOR FOR VERDADEIRO, DEVE O ATUAL PREFEITO FAZER UMA DENUNCIA NO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA O EX PREFEITO FRUET.
    O CARA ALÉM DE SER INDECISO É TAMBÉM CHEGADO A GASTAR MAIS DO QUE GANHA, LÓGICO QUE O DINHEIRO NÃO ERA DELE.

  2. juca

    Se é que esta dívida é verdadeira, este fato veio cair no colo do atual Prefeito.
    Vejam que isso, e ele já disse, vai fazer com que sejam tomadas medidas amargas.
    Entre essas está a protelação ou o cancelamento de um provável reajuste ao funcionalismo, pois no entender do Prefeito e de sua equipe uma medida dessas parece que todos são bem estruturados financeiramente.
    Outra medida amarga que não será novos impostos, pois o princípio da anualidade deverá prevalecer, mas haverá contenção de despesas. Bem quais?
    Existe neste particular da dívida a tal dívida consolidada, e o que preocupar sendo verdade são as que não possuíam empenhos ou os mesmos foram cancelados . Mas, aí cabe uma pergunta: Os fornecedores ainda continuaram a prestar serviços e fornecer materiais e demais insumos, isso até neste primeiro mês da atual gestão?
    Interessante é que nenhum desses credores ” botou a boca no trombone”.
    Todo este panorama veio a calhar para uma justificativa de além de cumprir com suas obrigações trabalhistas, também há uma justificativa que o Prefeito poderá utilizar para não cumprir com suas propostas de campanha, que aliás isso já era fato sabido, visto que a maioria era de grande impacto financeiro.
    Assim o Prefeito terá uma justificativa de não realização de várias promessas, aquelas que dizia ” se não sabe fazer, deixa que eu faço”.
    Também fica mais longe o cumprimento das promessas para os 180 dias de gestão.
    De tudo isso, o que chama mais atenção é de que antes de ser candidato, de prometer para fins eleitorais, os candidatos não tem sequer a intenção de verificar como se encontra a administração e olhem que nenhum faz isso, mas o atual Prefeito, é funcionário, mesmo aposentado, foi Prefeito e afirmava que sabia fazer, assim pois que agora mostre que sabe como resolver tal situação sem punir outros, sejam funcionários como principalmente seus 450 mil eleitores que o elegeram e acreditaram que ele iria fazer acontecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>