10:27Devo, não nego… e não pago!

Da coluna de Celso Nascimento, na Gazeta do Povo

O senador Roberto Requião foi condenado a pagar indenização por dano moral ao ex-governador Jaime Lerner no valor de R$ 75.420,00. A sentença saiu em novembro de 2015, mas até agora Requião não cumpriu voluntariamente a decisão judicial.

De Celso Nascimento, na Gazeta do Povo

O senador Roberto Requião foi condenado a pagar indenização por dano moral ao ex-governador Jaime Lerner no valor de R$ 75.420,00. A sentença saiu em novembro de 2015, mas até agora Requião não cumpriu voluntariamente a decisão judicial.

Diante disso, o advogado de Lerner, Cid Campêlo, conseguiu na Justiça o sequestro de valores depositados em contas bancárias do senador. Foram encontrados quase R$ 110.000,00 nos bancos do Brasil e Itaú e que deveriam ser transferidos – na parcela correspondente à dívida – para a conta de Jaime Lerner.

Foi a hora, então, de o advogado de Requião, Guilherme Gonçalves, argumentar em petição judicial que, por se tratarem da soma de recursos oriundos da aposentadoria do ex-governador, não poderiam sofrer bloqueio. O advogado junta o contra-cheque da aposentadoria referente a março passado, com valor líquido de R$ 23.485,00. A pendenga não vai parar enquanto Requião não pagar.

3 ideias sobre “Devo, não nego… e não pago!

  1. Sergio Silvestre

    10 milhões de paranaenses poderiam pedir indenização a esse sujeito por delapidar a economia paranaense com pedágios que mais parecem assaltos a mão armada.
    Danos Morais etc teria sim o Requião receber se nossa justiça a paranaense por exemplo não fosse composta por desafetos dele.
    Só que os paranaenses lembram dos seus governos austeros mas benevolentes com os pobres e trabalhadores,e agora sabe por que não faltava dinheiro nos seus governos,é por que não roubava como os outros roubam,de caminhãozada,

  2. jose

    Engraçado silbesta, mas você esquece que o maior beneficiado com o pedágio foi justamente secretário de requião…que aliás inaugurou o pedagio da Lapa.
    E por falar em “delapidar” (o correto é dilapidar) que tal você pesquisar quantas empresas foram embora do PR nos governos requião, pode começar pela Skol aí em Londrina.
    Isto sem contar que tem um irmão dele que era quebrado e depois nem percebeu que uma empregada levou centenas de milhares de dólares do armário, sem dúvida ajudou demais os pobres da família…

  3. Nalata

    Problema de fácil solução! Basta o mamona pedir uns dólares da Vovo Nana – seu irmão! Lembram do armário abarrotado? Certamente que uns U$30.000 não farão falta, já que segundo se comprovou , haviam lá uns U$ 500.000, aliás tudo fruto do trabalho “honesto” da família requionica!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>