17:45Despencaram do Boeing!

A quadrilha de traficantes presa no Paraná e em outros estados pela Polícia Federal, na operação batizada de Águas Profundas, pretendia construir um submarino e comprar um Boeing para incrementar os negócios que já movimentaram R$ 300 milhões. Presos, seus integrantes agora vão tomar café de canequinha no xilindró. É uma queda e tanto!

3 ideias sobre “Despencaram do Boeing!

  1. sergio silvestre

    300 milhões é troco perto do que roubam,e os megalomaníacos já pensam nisso sim,em se preparar em caso de guerra.
    Quando se tem um povo com QI abaixo da média,inclusive com alguns coleguinhas que vão até deixar a carapuça cair mais adiante,os malandros deitam e rolam e eles ficam brigando nas redes sociais ainda apoiando os caras.
    Não precisa ser um graduado em Haward para saber que ninguém quebra um estado sem fazer concessões pra Deus e todo mundo .
    Mas tem gente que não consegue por na cabeça que só no parana somem 4 bilhões por ano em corrupção.
    Ai o dinheiro a policia federal finge que descobre alguns desafetos por ai,os magistrados fingem que prendem alguém por ai.
    E as irmandades obscuras fingem que estão atentas,que querem mudanças,que se retorne a probidade,que se instale a paz,que se acabe as doenças,e que o homem viva 200 anos.
    E só as cabeças que pensam e que sabem que o mundo tem que ter guerra,tem que ter doenças e jamais poderemos viver 200 anos

  2. leandro

    Nossa! Cmo é inteligente esse cidadão, quando leio seus comentários vejo que a sua capacidade de comentat é de uma profundidade abissal, o problema que ele vai fundo e depois não acha o caminho da volta. Nesse caso e em outros ele ” descobriu” a pólvora e reinventou a roda Pena que n ele não tem a noção nem a modéstia de utilizar para sí próprio alguns “cadeados” na sua mente e não pensar que sabe pensar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>