15:09Curitiba terá hospital veterinário público

Do jeito que veio:

Os donos de pets da Grande Curitiba já podem comemorar. Na manhã desta terça-feira (18), o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, deu sinal verde para a implantação do primeiro hospital veterinário público do Estado, em parceria com a Prefeitura de Curitiba e administrado pela Associação para o Desenvolvimento da Medicina Veterinária (ADMV), entidade sem fins lucrativos que congrega e capacita médicos veterinários e promove ações de saúde animal.

Será um hospital completo, que vai oferecer serviços de consulta, cirurgias, exames laboratoriais, medicação e internação de cães e gatos, vítimas de atropelamentos, doenças degenerativas, doenças parasitárias e/ou contagiosas, transmissíveis ao homem ou não. Serão atendidos animais sob a guarda dos Centros de Controle de Zoonoses, dos abrigos instalados na área de abrangência da instituição ou de pessoas físicas, com prioridade para a população de baixa renda ou inscrita nos programas sociais do município, Estado ou da federação.

Pela proposta, o hospital deverá ter estrutura predial com área suficiente para a instalação de consultórios, centros cirúrgicos, enfermaria, recepção, salas de espera, internação, laboratório, raio-x e ultrassom.

O custo mensal para implantação e operacionalização será de R$ 450 mil, dos quais R$ 150 mil virão da Prefeitura de Curitiba e os outros R$ 300 mil da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). “O governador Beto Richa conheceu o hospital veterinário público de São Paulo e ficou muito bem impressionado”, comentou Caputo Neto. “Há vontade política, interesse concreto da Sesa em colaborar e uma necessidade da população.”

Ponte 

A deputada Maria Victoria foi quem levou a ideia do hospital veterinário público – uma de suas propostas na campanha à Prefeitura de Curitiba – ao secretário estadual da Saúde. Ela o colocou em contato com os representantes da ADMV, que já tinham conseguido aprovar o projeto previamente com o prefeito Rafael Greca. “Os bichinhos também sofrem com doenças, infecções, acidentes e alergias. E muita gente acaba deixando de buscar atendimento especializado por dificuldades financeiras, o que provoca sofrimento nos animais e nos donos, que não conseguem tratar seus bichinhos da maneira adequada”, avalia Maria Victoria. “O hospital veterinário público vai preencher essa lacuna, além de ser um instrumento importante na prevenção e controle de zoonoses.” A previsão é de que 70% dos atendimentos sejam oriundos de Curitiba e os outros 30% da Região Metropolitana.

4 ideias sobre “Curitiba terá hospital veterinário público

  1. Benjamin Button

    Que besteira é esta de priorizarem os donos dos pets por serem de baixa renda? pediram-me para tratar o meu gato que está com câncer a bagatela de R$1.700,00, coitado do meu gato, está sem tratamento. Agora sei aonde me dirigir para dar o tratamento de que o meu gato tanto necessita. Só espero que o atendimento neste SUS Animal seja só um pouquinho mais rápido e dinâmico do que o do outro SUS.

  2. Leonel

    Não cuidam dos seres humanos com decência e vão colocar nosso suado e escasso dinheiro pra cuidar de cães e gatos, sem falar em crianças que passam fome… lamentável

  3. J

    O sistema não é contributivo, pet não recolhe nada para a manutenção. Mais uma estrutura que nasce falida. Por que não abre um hospital junto com a iniciativa privada? Por que tem que colocar tudo no orçamento público?

  4. juca

    Até que é um projeto interessante. Todavia isso teria melhor receptividade se no SIS municipal o atendimento fosse muito melhor do que é e não tivesse uma retórica falsa.
    Não que os animais não mereçam atenção, pois em vários casos se mostram até melhores que alguns humanos.
    Claro que não se pensa em tratar a Baleia Azul, Branca que por aqui existe.
    O pior de tudo isso é que a administração municipal, seus prefeito prega aos quatro cantos a tal dívida que impede que a administração deslanche, afinal tem ou não recursos para atender bem nas UPAS, resolver a mobilidade urbana, o transporte coletivo, os planos de carreiras dos funcionários, a tal data base protelada para novembro…. etc….etc…etc… ou é tudo invenção para autovalorizar algumas atitudes . AH ! estava esquecendo: A operação “tapa buraco” não sai do lugar, até parece que há tartarugas executando esses reparos, demonstrando que já protestam contra o tal hospital veterinário por antecipação.
    Com tanta prioridade importante

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>