14:45Confirmação

No dia 29 de julho aqui foi publicado que os quatro presos que foram soltos depois de acusarem a polícia se serem torturados para confessar o crime da menina Tayná da Silva poderiam voltar para a prisão. Hoje um dos promotores que atuam no caso confirmou essa possibilidade em entrevista à imprensa. O delegado delegado Guilherme Rangel pediu mais 30 dias para investigar o caso. O Ministério Público tem 15 dias para responder sim ou não.

5 ideias sobre “Confirmação

  1. leandro

    Dia desses atrás postei um comentário sobre o assunto deste bárbaro assassinato. Naquela postagem, dizia eu, “não devemos matar novamente a menina Tainá”. Parece que não houve ressonância um apelo desse, até porque não sou nenhum ser de mídia nem com poder de convencimento para tal pretensão. Não se confunda que aquilo que anteriormente dizia , nãi era nem é para eliminar qualquer tipo de investigação ou informação sobre o fato,. Foi na ocasião um desabafo da violência que nos encontramos com aquele crime e outros que se seguiram quase de forma a se tornar um sistemático modo de assassinar mulheres e meninas naquela região, que diga -se de passagem nem sei bem onde é. Bom mas continuo afirmando, “não matem novamente a menina Tainá”, pois a cada dia que passa parece não se ter resultados práticos, em que pese as ações do Ministério Público e Policia na investigação do crime e também da questão levantada de torturas nos suspeitos, esta investigado pelo GAECO e concluída. Mas há que se considerar que na mídia as informações são distorcidas com afirmações de dúvidas que teriam sido causadas pelo organismos policiais ( neste ponto seria mesmo necessário um basta de informações jogadas ao vento sei lá por quem e porque) , mas parece haver uma competição de alguns órgãos da imprensa principalmente a televisiva, quando um programa das 12 horas aponta de uma forma e outro das 17 horas aponta de outro. Quero crer qu ambos estejam interessados em acharem os culpados efetivos pela morte de Tainá, não eliminado assim a culpabilidade do ou dos assassinos e também dos torturadores se de fato ocorreu tortura. Bem mas o problema que a situação está extrapolando até o controle da pr[opria policia que tem se esforçado para chegar ao final verdadeiro e sabemos que tem suas limitações de recursos e humanos também. Quando não foi minha surpresa hoje ao ver um canal de televisão vi e ouvi um pronunciamento de um deputado do PT de nome T V, que ao ser a irmã da menina e seu advogado entrevistados na procura de respostas i acabar com a indignação do fato de todo o embrólio que se encontra o caso e aqui cabe um parêntese, a indignação maior é a morte da menina. Mas, voltando a entrevista,, me pareceu que agora , se entendi bem, poderia ser aberta uma CPI? Ora era só o que faltava, politizar a morte da Tainá. Por isso venho repetir não tirem também dividendos políticos partidários do caso e mais uma vez não matem de novo a Tainá. Acompanhem sim, fiscalizem também, mas acho que todos deveriam dar um descanso a alma da menina e implacavelmente buscar o ou os culpados e aqueles que concorreram para o crime, informem sim a população mas não abram uma competição de quem sabe mais de quem sabe melhor ou de quem soube antes para dar fura de reportagem. Crei que a cada momento que isso acontece a Tainá morre novamente e a família sofre mais do que vem sofrendo. Não que com o que digo seja o caso esquecido, seja o crime relevado a um plano que alguns dizem ” se fosse pessoa rica de posses” a coisa seria diferente, neste caso e com essa afirmação a Policia e o Governo devem dar a resposta correta com a prisão do ou dos culpados.

  2. marco tulio cicero

    é tudo falácia-tá na hora do Beto Richa arregaçar as mangas e tomar conta do caso que está sendo motivo de gozação dentro e fora do Brasil; todo mundo sabe que os estupradores são os que foram presos e o Gaeco soltou e blindou em Brasilia; todo mundo sabe que a Lei da Cadeia imperou e os presos seviciaram os “jovens” “rapazes” só que sobrou para os policiais do A. Maracanã que os protegeram levando para outro local porque iriam ser linchados. Vai sobrar pro governo pagar uma soma alta pelas ações a serem impetradas pelos policiais denunciados por fotografias e sem julgamento.

  3. Roberto

    ..Vou repetir a pergunta que fiz dias desses sobre o assunto:

    O Estado do Paraná tem governador e algum gestor na secretaria de segurança?

    Só relembrando, teve um caso de uma menina que foi morta e encontrada numa mala na rodoviária que, até agora, ninguém falou mais nada. Caiu no esquecimento….
    E se não me engano o naquela época também não existia governador e gestor na secretaria de segurança.

    Que vergonha!!!

  4. Renato Glotër

    Marco, o caso Tayná é um, o caso dos policiais torturadores é outro. Seja lá quem for o culpado de um determinado crime, não autoriza outros a cometerem, outros. Ainda mais pessoas que deveriam manter a lei. Ah, sim, Marco, se essa tal “lei da cadeia” existe e você deixa à vontade, está confessando que vocês, policiais, seguem as leis dos criminosos e não as da sociedade.

  5. Estanislau - O Livre Pensador na Terra dos Debochados

    Leandro….(…)” se fosse pessoa rica de posses” a coisa seria diferente. Ponto. Como vc escreveu essa pessoas sendo ré ou vítima, num estado como o Paranhão o tratamento será sempre diferenciado. Lembre-se as aparências não enganam, vc é que se engana com eles. Partindo dessa premissa, se a polícia judiciário não se conscientizar disso, muitos erros ainda serão cometidos. O que cabe nesse caso na opinião desse neófito criminalista; foram feitas as devidas investigação social da vítima e de seu núcleo familiar? Porque áquele criança de 14 anos estava na rua a essa hora da noite??? Quem ela iria se encontrar? Porque a defesa pede para exumar o cadáver? Para tentar encontrar ‘evidências’ que concorram para prender os indigitados que foram soltos???Quando o advogado de defesa – no seu direito – pediu a exumação, como ficou a investigação, parou???Se parou a quem interessa essa paralização????Supostamente o interessado nessa paralização deve ser o culpado, e esta tendo tempo de eliminar evidências que o culpe, sim ou não???

    Isso posto. Vou contar uma história. Um dia numa agência de um banco no litoral do Paraná, um cidadão mal ajambrado – mulato/bota de borracha/barbudo/camisa rasgada/ unha suja….- foi descontar um cheque de 100 mil reais, houve o maior alvoroço na agência, desde a senhora do cafezinho até o gerente geral, e por decisão democrática(sic) ele sem conversar com o sacador do cheque chamou a polícia, que também não falou com o sacador e simplesmente o prendeu. Nessa cidade deu o maior reboliço e indignação pois todos conheciam o sacador do cheque. Resumindo, depois da cagada feita, o GG ligou para o dono do cheque – o homem mais rico do Paraná – daí a casa caiu para o GG, pois o sacador do cheque era amigo de infância/adolescência/juventude….desde o tempo que o homem rico, não tinha merda nenhuma. E aquele dinheiro era para o amigo comprar uma propriedade para o homem rico, que fazia divisa com a do sacador do cheque, e o homem rico comprou para ficar perto do amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>