20:11Cassio Colombo Filho, o John Bonham do TRT-9

por Jorge Eduardo 

O desembargador do trabalho Cassio Colombo Filho, presidente da 2.ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-9 para os íntimos), deu aula na manhã deste sábado (10), em Curitiba, num curso de atualização promovido pela OAB do Paraná sobre a reforma trabalhista.

Mais de 200 advogados militantes e uns poucos bacharéis com OAB em dia assistiram a uma palestra de pouco mais de hora sobre o que se espera da tal reforma provocada pelo ínclito presidente Michel Miguel e sapecada pela Câmara, cuja maioria é de empresários – Craro Cróvis.

Autor de “Quem paga essa conta”, livro publicado em 2016 que será atualizado para alcançar a totalidade do tema, Cassio integra um grupo de magistrados – a tal 2.ª Turma – detentor da má fama de ser pró-trabalhador. Como se a Justiça do Trabalho não tivesse sido criada para equilibrar as forças entre capital e trabalho – empregador e empregado, empresário e trabalhador. Sem maus e bons, sem bandidos e mocinhos – só fortes e fracos.

Sua palestra foi aos pontos cruciais da reforma temerista, apontando incongruências no geral e um ou outro avanço (um ou outro mesmo) em particular. Contou casos, fez piadas necessárias e mostrou aos doutores à frente que nem toda lei é ética e moral, nem todo juiz é onipotente e dono da verdade. Ou boçal, como outros também de outras áreas do direito – leitura minha, diga-se; ele se conteve.

Ao encerrar, o que pegou bacana a outra turma, a da plateia que só faltou uivar, foi um trecho de vídeo que Cassio mostrou do show do Foo Fighters em São Paulo, ele que disse preferir, e muito, os clássicos, como o Led Zeppelin. Discorreu sobre a importância do baterista numa banda de rock e em seguida mostrou o vídeo no qual um garoto na plateia do Foo Fighters ergue um cartaz em que diz estar completando 17 anos e pede para tocar bateria com os ídolos.

O que aconteceu você deve saber e vê no vídeo abaixo. Ficou a bela mensagem do humano desembargador: “Foi um dos dias mais importantes da vida dele, foi um sonho realizado. A mensagem é: acreditem, vão fundo.”

O que um desembargador federal que gosta do Led Zeppelin e de John Bonzo Bonham tem a ver com o Foo Fighters? Aqui, tudo. Valeu a batera do Cassio Colombo Filho – seu groove e sua virada.

Veja o Cassio Batera, perdão, o garoto batera do Foo Fighters por uma noite:

https://oglobo.globo.com/cultura/musica/adolescente-toca-bateria-com-foo-fighters-durante-show-em-sao-paulo-22445267

Em tempo: quem curte bateria deve assistir “Whiplash”, na Netflix ou sei lá em quais mais. Três Oscars em 2015, um para J.K. Simmons, melhor ator coadjuvante, personagem que faz o sargento Hartman, de Full Metal Jacket, parecer uma daminha. Mas Whiplash, além dos shows de batera e da trama de superação, não é um exemplo nada ético. Os garotos, de lá e de SP, são bem diferentes. É só uma indicação necessária.

Quem não gosta do batera favorito do juiz Cassio?

https://www.youtube.com/watch?v=r9-42mu1D9Y

Longa vida ao professor Cassio Colombo Filho.

 

2 ideias sobre “Cassio Colombo Filho, o John Bonham do TRT-9

  1. Vai que vai

    Mudou minha percepção.
    Agora sim, todo apoio a Reforma Trabalhista.
    Pelo fim da Justiça Federal do Trabalho.
    Vamos economizar.
    Fim da Justiça Eleitoral.
    Pela incorporação delas à Justiça Federal.
    Uma só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>