14:49Baixou o santo no terreiro da rodoviária

Do Goela de Ouro

Alguma coisa além da chegada e saída de ônibus aconteceu na rodoviária de Curitiba. O gestor da Urbs, que lá atuava há anos, de repente foi rifado e perdeu o posto. Neste terreiro, a ordem, por capricho, veio de cima, ou seja, de entidades mais poderosas. Quem rodou vai para um outro setor e em seu lugar entra alguém que já foi seu subordinado. O que se pergunta lá e nos bastidores da prefeitura é se está tão fácil assim ser gerente da Urbs. Ou será que tudo é coincidência ou coisa dos orixás?

29 ideias sobre “Baixou o santo no terreiro da rodoviária

  1. MARCIO AUGUSTO MOTTA VIEIRA

    Honestamente não entendi a relação profissional com a opção religiosa.
    Vivemos em um país Laico e este direito uma garantia constitucional, achei infeliz o texto acima mostrando o nível de intolerância religiosa e despreparo e incompetência do autor.
    Talvez na ancia de atenção midiática fazem qualquer comentário e incitam ódio e racismo.
    Nosso país precisa de amor, respeito e esperança.

  2. Joana

    Ou quem sabe o ex subordinado em muitos anos de um bom trabalho, mostrou melhor competência que o atual gestor. Pra sorte do preconceituoso que teve esse tipo de ato criminoso. Afinal se o santo é tão forte assim….. Eu sendo cristã, lamento esse tipo de desrespeito a competência de alguém baseada em sua cor raça e religião. Espero que tenham sido feito as devidas denúncias, e as atitudes cabíveis venham a ser executadas.

  3. Paulo Henrique

    Entidade nenhuma ou se quer credo ou religião define a competência de um gestor, então querer atrelar a acessão de funcionário ao fato dele ser ou não de uma determinada religião é desfazer da competência e da capacidade das pessoas que ali trabalham.
    Quem rege as instituições são pessoas e não entidades.

  4. Clauber da Silva

    É impressionante a ignorância humana, seria muito fácil chegar à conclusão desse texto cheio de preconceito ter sido escrito por um Evangélico pela forma arcaica e sinistra.
    Acredito que não importa qual religião você seja, desde que responsável e principalmente altura do cargo, se no Brasil as pessoas dessem mais importância a competência e não indicações políticas partidárias, não estaríamos nesse mar de lama.
    Ao infeliz que escreveu esse post, que Deus tenha misericórdia da sua alma e repense sua conduta, pois nas leis de Deus, você já cometeu um grave pecado e nas leis dos homens você cometeu um crime.

  5. Erminio nito

    Bom dia, se a pessoa que estava lá foi substituída é porque não estava mais dando conta, outra coisa qual o problema de ele ter sido subordinado?ou o Sr ja começou na sua carreira como chefe? e como foi dito né a ordem foi de cima das “entidades”mais poderosas! isso prova que pra uma pessoa assumir um cargo de líder não importa a sua crença ou raça. e se foi “coisa” dos orixás nossa que orixá poderoso !então isso eu chamo de axé.

  6. Luís Carlos de Oliveira

    Gostaria de saber des de quando a religião de uma pessoa tem haver com sua competência?
    Preconceito religioso ou qualquer tipo de preconceito é crime, no mínimo este senhor deveria ter respeito.

  7. Luiza Helena

    O que lhe faz pensar que uma pessoa de religiao diferente, que trabalha/luta, conquista seu lugar ao sol, nao pode ser promovido, nao pode conquistar as coisas com dedicaçao, que vergonha uma pessoa estudada, ja “madura”, escrever um textinho tao chulo, por ter dor nos cotovelos, que piada boa néh. Tirando que para tentar agredir, teve que por a religiao no meio do seu frustramento, que triste seu preconceito camarada, só oque posso te dizer é que vou rezar muito por ti,para que comece a ter ma evoluçao espiritual com mais qualidade.
    Para finalizar, cuidado com oque fala com oque pensa, quando a pessoa emana a frequencia de odio, o que o universo pode devolver é só trevas, Deus nao dorme, e é extremamente justo!

  8. Sthephany

    Como vc pode ser tão baixo assim? Em pleno século 21 é uma pena que exista pessoas como vc que devia ser extinta da face da terra! Simplesmente sinto nojo

  9. Dayhane

    Não sei por que o espanto, muito comun um “subordinado” ser promovido pelo seu bom desempenho profissional, afinal todos nós buscamos crescimento e evolução.
    Ou quase todos né? !

  10. Mayara Cahtac

    Incrível, quando é um ateu, católico, evangélico ninguém faz um comentário se quer.
    Se ele conseguiu foi por mérito dele, foi pelo seu esforço e competência!
    Agora só porque ele faz um bom trabalho não merece reconhecimento?
    Trabalhei com ele e sei da sua capacidade de serviço e o quanto se esforça, então simplesmente não fala o que não deve.
    Espero muito que seja feita denúncias através desse seu post ridículo.

  11. Erminio nito

    infelizmente existem pessoas ignorantes que não sabem diferenciar as coisas. más como disse vc Paulo Henrique “quem rege as instituições são pessoas e não entidades “bem lembrado! então fica a dica ai pra pessoa que postou esse texto meu amigo use esse espaço pra outra coisa e não pra praticar intolerância religiosa .

  12. Antenor Gonçalves de Oliveira

    Engraçado que todos os que investiram contra o Blogueiro não têm sobrenome e postaram em sequência. O mané pau-mandado do chefe nem se deu ao trabalho de ser minimamente criativo. Quem lê o Zé Beto costumeiramente sabe que ele não tem nenhum tipo de preconceito, a não ser em relação à burrice. Obrigar um subalterno a fazer comentários num sábado de sol no inverno Curitibano é coisa de chefe metido a tirano, tal qual o Burgomestre ao qual ele serve.

  13. Giovanni

    E inadmissível que nos dias de hoje, com tanto acesso à informação, com a legislação sendo clara, com várias e várias campanhas acontecendo há anos, que pessoas que tenham o ferramentas de divulgação e influenciam a opinião pública, são capazes de disseminar tal tipo de informação com caráter preconceituoso e discriminatório! Inteligência, caráter e dedicação transcendem religião, cor de pele e etc., se o referido funcionário tem a fé dele e conseguiu estar na situação onde está, é mérito único e exclusivo dele! Parabéns pela conquista e sendo funcionário público, que faça uma boa gestão em prol da sociedade curitina.

    É senhor “blogueiro”, acho que o senhor errou o santo!

  14. Yuri Vasconcelos Silva

    O analfabetismo funcional impera aqui. E ainda assim, o blogueiro, cidadão de bem, jornalista de alta qualidade e tirador de sarro de primeira linha – além de ser, pasmem, frequentador de terreiro e devoto dos orixás, amém (quem o conhece, sabe …), ainda assim divulga os posts dos que não entenderam e não leem duas vezes antes de sair à procura de uma pedra. Vamos lá: esse recurso literário é a PARÁFRASE. Utiliza-se um outro campo, fora da literatura, para acentuar alguma característica ou natureza do assunto. Geralmente pela via sarcástica. Não vi nenhuma forma de desrespeito a qualquer religião aqui, apenas pessoas precipitadas partindo para o ataque raivoso porque não entenderam nada do que leram. Eu explico: o diretor do URBS, sem qualquer aviso prévio, boatos políticos ou motivos divulgados, foi catapultado de um órgão pra lá de suspeito, especialmente porque um grupo poderoso de empresários envolvidos no cartel do transporte público parece ter o controle não apenas da URBS como também da própria administração municipal. Leia-se família Gulin.
    Que a Força Esteja com Vocês! (Com todo respeito aos seguidores de Star Wars. Significa: fiquem bem)

  15. Franciele Schmidt

    Seu comentário está aguardando moderação.

    Eu acredito que tudo que se consegue na vida é por esforço e dedicação de cada um, independente da religião que a pessoa acredita e pratica. Deus, Deuses, Santos e orixás abençoam sim, mas se a pessoa não levantar e buscar pelos seus objetivos, nada vai mudar na vida do indivíduo.
    Então, nesse caso, a pessoa em questão se esforçou, acreditou e teve a benção dos seus Orixás.

  16. Guilherme

    Bom, vou iniciar meu comentário citando a frase:
    “O que se pergunta lá e nos bastidores da prefeitura é se está tão fácil assim ser gerente da Urbs.”
    Falar de fora é muito fácil, ora, quem vê os tombos que eu tomo, não vê as cachaças que eu bebo. É óbvio que caráter, capacidade e inteligência não estão ligados a fé de cada um. O esforço para atingir um objetivo, só quem deu a cara a tapa há anos sabe os caminhos árduos que passou.

    Eu como profissional da comunicação, digo que o tal jornalista errou feio, prestou um baita desserviço e se não foi intensão, como disseram os defensores, se mostrou “inocentemente” preconceituoso, intolerante, ignorante e de péssimo gosto.

    Parabéns ao subordinado promovido, deve ter mostrado mais serviço que o antigo gestor.

    Aliás, como tem gente incompetente em cargo de gestão, com muito funcionário bem mais qualificado. Né?

    Cabe ao antigo gestor então, apelar a sua fé ou arregaçar as mangas e trabalhar?
    Fica a dúvida.

    O que eu senti além disso, é que tem gente se queimando pelo fracasso de alguém. Qual será o privilégio que esse queimado perderá? Heim?

  17. Simone

    O sarcasmo é o melhor método para despistar o próprio fracasso. O sucesso de outrem é avassalador, mas tanto, a ponto de achincalhar a própria religião no próprio texto para chamar a atenção. Olha meu filho tenha medo, se esse cara (eis subordinado) aí é esse tirano mesmo que fez todos estes subordinados lhe encherem de qualidades e o santo dele fez com que ele subisse de cargo, imagina o que não vai fazer com vc seu pseudojornalista. Kkkkkkk

  18. Rita de Cássia Baptista

    Não acredito que sejam os orixas. Mas sim a capacidade, a competência. Parabéns por ter a vitória sobre teu predecessor. Abaixo o preconceito , mas é bom que ele apareça para que possa ser debatido. Parabéns mais uma vez a você rapaz, pelo novo cargo. A fé remove montanhas.

  19. Emmanuelli Fischer

    Intolerância Religiosa é crime….
    E com esta prova memorável postada em público, não tem erro.
    É só assionar a justiça.
    Pessoas assim tem que perder no bolso.
    Pra aprender a segurar a língua e ter respeito pelo próximo.

    Aposto que evoluir e estudar, para ter competência e, ter um gargo igual não tem né????

  20. Lucio Fortes Moreira Filho

    Nós da Embaixada Afroconesul que representamos os Cultos de Matriz Africana sentimos pelo despreparo de pessoas que acha deter uma inteligencia tão aguçada e tão cheia de preconceito.
    Eu, Embaixador da Afroconesul Paraná, Sacerdote de Umbanda e Ten Cel RR PMPR, ainda tenhobque conviver com esse tipo escroto de pensamentos mediucres de pessoas que ainda se acham cultas a proferirem tamanha intolerancia religiosa. Nós praticantes das religiões de matriz africana tambem temos nossa escolaridade bem acentuada. Pedimos a todos os praticantes e religiosos não só da matriz africana mas todos que não compactuam com a intolerancia religiosa a nos unirmos contra esse tipos de pessoas desclassificadas que que querem a desunião e intolerancia entre as religiões.

  21. Odin

    Vocês não conhecem os personagens, tomam o que foi escrito ao pé da letra e com generalização. Talvez a indicação veio do além, mas sobre a ascensão meteórica, não podem dizer se foi por merecimento pois vocês estão alheios aos fatos Ficam aqui a fazer papagaiadas.

  22. Miro

    Vi diversos comentários no mesmo sentido e não consegui extrair outro entendimento. A paráfrase e o sarcasmo não impedem seu emissor de redigir com preconceito, mesmo buscando escudo nas figuras de linguagem. Nesta infeliz e equívocada manifestação pode ter muita coisa: defesa de algum amigo, de algum interesse, mas é certo que há uma crítica, no mínimo, mau dirigida. Errou o alvo amigo.
    Quem assume por ser subordinado, está no lugar certo, na hora certa e com o atributo certo, a competência. Afinal, um subordinado assumir o posto de seu antecessor não traz nenhuma novidade a quem cresce profissionalmente ao longo do tempo em qualquer local de trabalho, seja ele público ou privado. Mas e a paráfrase com a religião e o sarcasmo, que ligação tem com os fatos, senão o preconceito declarado?????
    Parabéns ao colega que está assumindo o novo desafio, de começo já está perturbando alguns interesses inconfessáveis. Que os orixás o protejam!

  23. Orixá Bazar

    Os antigos já diziam que se não tem o que falar, não fale. Jamais qualquer religião esteve associada ao mérito profissional/ individual de uma pessoa. O colega conseguiu ser provido porque trabalho e mereceu. A fé move montanhas quando se deseja o bem, quando se faz o bem. A vida é um ciclo, tudo que se deseja vai e volta. O sucesso profissional do colega é reflexo de sua fé, suas boas energias e mais , e mais importante, mérito e merecimento.
    Axé!

  24. Ary de ologunede

    Esta matéria é de uma deselegância sem tamanho, mostrando o quanto o autor é preconceituoso.
    Ame e respeito o seu próximo seja quem for em credo preferência sexual e raça.
    Este tipo de comentário me remete aos ignorantes que pontuvam somente aos brancos a inteligência competência e capacidade de desenvolver trabalhos intelectuais.

  25. Jacira

    Esse tipo de “reportagem” tem vários sentidos: desrespeito ao próximo, ironia, subestimar pessoas com seu julgamento preconceituoso e ainda fomentando uma ideia maldosa contra a religião. É um absurdo!

  26. Pedro Antony

    Só pode ser coisa dos Orixás, porque tornou-se gerente antes de ser coordenador, rasgando o plano de cargos da empresa!!! Quem convive sabe que sempre tentou puxar o tapete dos colegas para se dar bem no empresa. Os funcionários da Urbs devem estar indignados e com medo, porque o homem aí tem “poder”!

  27. Jackelini da Silva

    E eu perdi esse Xirê???

    Então a pessoa estudo 8 anos de ensino fundamental…
    Então a pessoa estuda 3 anos de ensino médio…
    Então a pessoa estuda 4 anos de graduação, no mínimo…
    Então a pessoa estuda 2 anos de especialização na pós…
    Então a pessoa estudo 2 anos de mestrado na pós…
    Quem sabe doutorado?
    E sem contar os cursos de capacitação continuada!!!

    Para quê?
    Para o futuro ser decido entre os que dizem ALELUIA, AMÉM, AXÉ, SHANTI, SHALOM, OM ou HOSANA??? Não desmerecendo nenhuma pessoa de fé, porque também tenho a minha, mas eu não chegaria onde cheguei só rezando, orando, meditando ou matando galinha! O que cai do céu é água (ou avião) no mais, é muita labuta!!!

    Sugiro que a 2º Passeata Contra Intolerância Religiosa Curitiba/Paraná dê uma passadinha nas bandas da URBS!!!

  28. Anita

    Analisando seu blog, pude constatar que o Senhor é uma pessoa intolerante, com discurso cheio de ódio não só referente ao assunto religião de matriz africana mas também com todo o resto que posta, percebi ainda que na maioria dos seus outros textos não possuem comentários, ou seja, acredito que seus pensamentos não estejam atraindo os seus leitores, então… fica a dica, mude seu foco de escrita que talvez consiga o prestígio de alguém.
    Após esta sutil análise, posso iniciar meu discurso…
    “LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989, ALTERADA PELA LEI Nº 9.459, DE 15 DE MAIO DE 1997, CONSIDERA CRIME A PRÁTICA DE DISCRIMINAÇÃO OU PRECONCEITO CONTRA RELIGIÕES.” (Legislação Brasileira) – Bom não esquecer nunca.
    Primeiramente gostaria de entender, qual a relação entre PROFISSIONALISMO x RELIGIÃO? Pois até onde eu sei, fé é algo que alimenta seu espírito, sua energia, seu emocional e não o seu bolso, dinheiro não cai do céu e sim com suor da labuta.
    O “Amparado Espiritualmente” fez alguma oferenda ao “Santo” dentro da URBS?
    Acredito que não.
    No texto diz sobre a facilidade em se tornar Gestor do Órgão, acredito que a vida não é feita de sorte ou acasos e sim feita da lei da ação e consequência, se a pessoa em questão conquistou seu lugar ao sol, deve ser ao tempo dedicado a empresa de forma competente, honesta e satisfatória. A religião que o mesmo professa, não qualifica ou desqualifica suas atribuições profissionais diárias. Sugiro que antes que de publicar um texto incoerente como este, passe um dia averiguando o trabalho das pessoas, para aí sim postar sobre o que VOCÊ SABE e não SOBRE O QUE VOCÊ OUVIU DIZER.
    E tem mais, se os “Santos’ deste homem fazem tantos milagres assim de “levar um Zé ninguém (não merecedor) ao cargo de gerência”, concluo que este homem está perdendo tempo e dinheiro trabalhando na URBS, se ele usar os ”seus mega-poderes” bem direitinho esse homem pode conquistar a Presidência da República kkkk, por sinal, o Senhor poderia deixar o telefone deste Homem para que os interessados em “trabalhos” desta natureza entrem em contato com ele, pois o cara é bom e o resultado é certo, não é mesmo?
    Fico no aguardo das respostas das minhas indagações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>