7:32As campanhas

A campanha de 2018 para governador e presidência da República já começou aqui e acolá. É um jogo bruto de bastidores onde o que é publicado na imprensa é um tico e faz parte, principalmente quando em forma de recadinhos com destino certo e isentando o remetente, apesar de o destinatário saber qual é. A ninguenzada que lê e acha que está por dentro fica acompanhando e esperando os holofotes se acenderem no ano que vem. Os grupos dos que mandam, ou seja, a turma da grana preta, faz suas apostas pesadas para entrar de colher e recolher depois de escavadeira. É assim, sempre foi assim, com reforma política ou não – esse espetáculo açodado que entrou na pauta agora, quando nem túnel existe mais, quando mais a luzinha no fundo. O melhor é ver o quanto a falsidade impera entre os possíveis concorrentes, gente treinada há anos nisso mesmo, porque política é a arte da traição e, como bem disse Otto Lara Resende, para abraço e punhalada basta estar perto. Acordos, conchavos, isso fica para a última hora, porque todos bebem diariamente o elixir do poder – e são dependentes disso. Se for preciso vender a mãe, fazem tranquilamente, mas não entregam, porque, justificam, mãe é mãe e só fazem isso para melhorar a qualidade de vida da população, um clichezão que ainda engana a maioria da população, essa sempre acreditando que palavras bem ditas e aparência de quem toma banho com leite de cabra é sinal de poder e superioridade. Nenhum deles demonstra insegurança diante de câmeras e/ou microfone, já repararam. Têm resposta para tudo, mesmo se não souberem do que se trata o assunto. Faz parte do perfil de quem se mostra preparado. Para que? Tomar conta da chave do cofre dos respectivos orçamentos. O país, o estado, estes seguem mesmo se não houver ninguém nas principais cadeiras dos palácios. Porque quem tem que ralar, comprar, pagar, sobreviver e abastecer os cofres para a distribuição nem tem como pensar nisso tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>