8:46Achismo

por Fernando Muniz 

“Tudo bem com a senhora?”. Ela, atordoada, procura a bolsa. “Levaram os meus documentos… aiai, e agora? Como vou tirar a minha pensão no banco?”.

O rapaz a faz sentar na beira da calçada. Por instinto ela arruma o cabelo e ajeita a blusa, mesmo sem forças para se levantar. “A senhora quer um pouco d´água?”. Ela olha para o rapaz, sem entender a pergunta.

“Ei, o que você quer com ela?”. Um sujeito alto, corpulento, parte para cima dele. “Como assim, estou ajudando ela!”. Alguns curiosos se aproximam. Um filma e envia aos conhecidos.

“E desde quando você é médico, mané? Ei, pessoal, olha só aqui! O cara quer se aproveitar da velhinha!”.

“Eu?!”

E não dá tempo de dizer mais nada.

Uma ideia sobre “Achismo

  1. Parreiras Rodrigues

    Funciona assim: Anos idos, numa esquina, um cara estava a “ajudar” uma mulher cuja corrente havia sido arrancada do seu pescoço por um cachorro louco – também tive a minha levada. Dizia para ela ficar calma, alisando-os seus ombros, passando as mãos em sua cabeça. Confortando-a, enfim. Do carro, ouvi quando ele disse prá mulher: Vou correr atrás desse ladrão! E desceu rua abaixo, no mesmo sentido que eu quando o sinal abriu. Na primeira esquina, vi, à direita, o cara dividindo o butim com o miau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>