9:04Abril e a bigorna na cabeça do governador

Parece que o mês de abril sempre cai como uma bigorna na cabeça do governador Beto Richa. Em 2015 foi aquela coisa feia na praça Nossa Senhora de Salete, quando a primeira bomba atirada pela Polícia Militar agrediu os militantes que queriam invadir a Assembleia Legislativa para impedir a votação do pacote de ajuste fiscal – e demoliu e ajudou a transformar os 70% de avaliação positiva para, até hoje, o inverso em negativa. Agora surge a denúncia, publicada na Gazetona, do desmatamento no litoral para construção de um estacionamento que serviria uma empresa privada próxima à família. O caso está no STJ. Em Brasília também está, na Lava Jato, a denúncia dos R$ 200 mil que foi repassado pela Odebrecht. Sim, um e outro foram negados pelo Palácio Iguaçu. Mas…

3 ideias sobre “Abril e a bigorna na cabeça do governador

  1. Jorge Armado

    Tudo intriga da oposição esquerdopata. Imaginem se um político do psdb iria se meter em falcatruas? Ainda mais o melhor e mais íntegro dos governantes que o Paraná já teve? Gentalha! Gentalha!

  2. Zé Mané

    Das “doações” dadas pela Odebrecht ninguém escapou, até aí pode-se considerar como coisa normal, duro é esta licença ambiental, aí a coisa muda de figura e pode ferrar com o Betinho Banana. Mas isto tudo é por causa desta mania que o Betinho tem, vive se cercando de puxas saco e cuecas de seda, aprece não saber viver longe destes tipos de gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>