11:41A corrupção é nossa

De Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário

Ficou um rabicho da Lava Jato que agora é investigado na Operação Sem Limites. O ex-diretor Paulo Roberto Costa estaria sob risco de perder os benefícios da delação premiada porque sonegou informações sobre os fatos da nova operação.

Sem Limites é título perfeito para a corrupção na Petrobras nos últimos governos. A empresa-orgulho nacional do lema histórico de “O petróleo é nosso” transitou para “A corrupção é nossa”.

Faça-se um registro: com “tudo isso daí” a Petrobras nunca esteve sob suspeita de misturar água na gasolina. Honestidade? Não pode ser. A corrupção rendia tanto que seria covardia com os brasileiros. Essa espécie de banditismo foi monopólio da área da saúde.

Uma ideia sobre “A corrupção é nossa

  1. SERGIO SILVESTRE

    Vamos lá fazer um gráfico em percentuais da corrupção na Petrobras,
    No tempo dos militares a corrupção poderia ser meio a meio,mas nós nunca saberia-mos
    Nos tempos da nova Republica Sarnei/Collor deve ter sido os 17% que o PC exigia até de pintura de meio fio.
    Na era FHC ele tinha a seu lado o maior ladrão do Brasil o Serra,tomando por exemplo o Valor da Petrobras na época 17 bilhões (preço que ele queria vender e quase vendeu)suponho que o percentual era de 20%
    Na era Lula/Dilma a Petrobras se valorizou tanto que o roubo de 2% é um valor astronômico,mas como ficou de fora toda essa velha escumalha do “rachid”claro,inventaram um golpe para voltar ao poder mas não combinaram com os Russos.
    Por isso meus incautos seguidores da lava-jato ,Moro e cia,se estão ai torcendo para que tudo acabe,pare de sonhar e torça para que a porcentagem roubada a seguir seja menos que 10%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>