16:36Comissão de ética arquiva caso Wajngarten sem investigar

Luís Adorno, do UOL

O secretário especial de Comunicação Social do governo Bolsonaro (sem partido), Fabio Wajngarten, comemorou hoje, por meio de sua defesa, o fato de a Comissão de Ética Pública da Presidência da República ter arquivado o procedimento que havia sido instaurado contra ele por quatro votos contra dois.

A comissão decidiu arquivar, sem instaurar investigação, uma denúncia sobre conflito de interesse entre o cargo ocupado por Wajngarten e suas atividades financeiras: o chefe da Secom, órgão que destina verbas publicitárias do governo federal, é sócio majoritário de uma empresa que presta serviço para canais de TV como Record e Band.

Em nota, o advogado do secretário, Fernando Augusto Fernandes disse que a Comissão de Ética atuou com a “independência que engrandece sua instituição permanente”. A defesa também criticou a Folha, que revelou em janeiro que a empresa de Wajngarten recebe dinheiro de emissoras que passaram a ganhar mais verbas de propaganda do governo sob a sua gestão. “O jornalismo exerce função essencial de informar as pessoas, mas não pode se desvirtuar em campanhas difamatórias por motivos pessoais, econômicos e políticos, como foi caso de jornalista da Folha de S.Paulo neste episódio”, afirmou o advogado. “Fabio Wajngarten, como servidor, se submeteu respeitosamente à Comissão de Ética Públic… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/02/18/wajngarten-celebra-absolvicao-comissao-de-etica-atuou-com-independencia.htm?cmpid=copiaecola

Uma ideia sobre “Comissão de ética arquiva caso Wajngarten sem investigar

  1. Rock

    É aquela turma de batedores de panelas hoje 90 % apoiadora do Bozo, não querem mais colocar tudo a limpo. Por que será?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>