21:19Passa-moleque

Do correspondente em Brasília

Ao ligar para o presidente em exercício e colocar a conversa em viva voz para meia dúzia de prefeitos e assessores, sem avisar o general Hamilton Mourão, o governador Wilson Witzel (RJ) seguiu o padrão Lava-Jato. Como ex-juiz federal que é, atropelou a ética, a liturgia do cargo e o respeito. Tudo em nome da causa: aparecer sob os holofotes.

Uma ideia sobre “Passa-moleque

  1. mario

    Tudo é motivo, pretexto para criticar – diretamente ou nas entrelinhas – a Lava Jato e Moro. Não sei se é espírito crítico verdadeiro, exacerbado… Se é intolerância, inveja, ressentimento!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>