14:51Peixe

Do correspondente em Brasília

Tirando a compactuação implícita e o plágio explícito do discurso nazista de Josef Goebbels, o demitido secretário de Cultura Roberto Alvim comprova pela enésima vez: o homem e o peixe morrem pela boca.

Um dia antes de demitir Roberto Alvim, o presidente Jair Bolsonaro estava convicto: “Depois de décadas, agora sim teremos um secretário de Cultura de verdade”. Como é mesmo?

Uma ideia sobre “Peixe

  1. Zangado

    Fico a me perguntar (perguntar-me não me ofende): como é possível essas trapalhadas? Não encontro resposta. Talvez no hospício?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>