10:27SOMOS TODOS PARAÍBAS

por Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário

Resultado de imagem para BANDEIRA DA PARAIBA

Bandeira da Paraíba. O ‘nego’ foi a palavra, única e solitária resposta de Epitácio Pessoa, governador do Estado, ao acordo político encaminhado pelo presidente Washington Luís, que pretendia eleger presidente da República o governador de São Paulo, Júlio Prestes. O ‘nego’ precipitou a Revolução de 1930 e desde então é o ‘Ordem e Progresso’ da bandeira estadual.

Quando o presidente Jair Bolsonaro chama depreciativamente de ‘paraíbas’ dois governadores do Nordeste, além do preconceito que induz a desunião entre brasileiros, no papel arraigado de líder de facção e não fator de convergência da nação, continua a revelar sua descomunal ignorância do papel que o Norte/Nordeste desempenharam na construção da nacionalidade brasileira.

ET: na época os governadores do Brasil tinham o título de ‘presidente’.

4 ideias sobre “SOMOS TODOS PARAÍBAS

  1. Franco

    Ai meus sais, quanto mimimi… E de idoso ainda.
    Se chamar de “Paraíba” é tanta ofensa assim, chamar paraibano de “Pernambuco” também é?
    Chamar catarinenses e parananses de “gaúcho” também é?
    Vão procurar o que fazer… Ficam dia sim outro também procurando cabelo em ovo.
    Vão levar papel higiênico para vosso ídolo na carceragem da PF que vcs ganham mais..

  2. Oto Lindenbrock Neto

    É isso aí Franco. Experimente chamar um general Heleno de milico ou meganha pra ver se ele vai achar divertido ou mimimi.

  3. nelson padrella

    Sou grato ao Rogério Distefano por sua elucidação a respeito do NEGO na bandeira. Muita gente não sabia disso, principalmente gente que não se preocupa com “essas coisas”. Se o olhar do brasileiro classe média era mais ou menos cegueta, hoje pode-se dizer que é de viés, de fianco, não é olho no olho. Mais uma vez valeu, Rogério. Cultura também é cultura.

  4. Franco

    Oto: “meganha” é usado depreciativamente com relação a policiais militares, um paralelo mais ou menos seria chamar um PM de “seu guarda”. Já “milico” não é depreciativo, é até uma auto-definição. Talvez, para tentar fazer um paralelo, chamar um Almirante de “General” tenha o mesmo efeito de chamar um nordestino como nativo de outro estado do NE. Por que raios é feio ser chamado de “paraíba”??? Fosse “Ceará”, “Pernambuco” ou “Bahia” seria bom para vcs? Sei lá viu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>