18:46O general, o discurso que incendeia e o exemplo da selva

O general Augusto Heleno, ministro Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, desembarcou do Japão e foi para as manifestações a favor o ministro da Justiça em Brasília. Disse, então, que as mensagens divulgadas pelo site Intercept têm o objetivo de libertar “um bando de canalhas” da prisão. Afirmou também ser uma “calhorice querer transformar o colega de herói nacional para acusado”. Em regime democrático, não em qualquer tipo de ditadura (a militar, de esquerda ou direita), a manifestação é livre. Mas houve um tempo em que o general era comandante militar da Amazônia e se resolvesse discursar contra ou a favor de qualquer coisa, não incomodava os bichos da selva e não atiçaria os ânimos para uma guerra entre eles. É possível que o general tenha ficado entusiasmado depois que deu entrevista dizendo que Angela Merkel e Emmanuel Macron, chanceleres da Alemanha e França, respectivamente, deveriam “procurar suas turmas” por conta das críticas que fizeram ao presidente Jair Bolsonaro e atual polícia, ou falta de, sobre a Amazônia. Ainda bem que não fez ameaças de invasão aos dois países que integram o clube de grandes potências mundiais.

Uma ideia sobre “O general, o discurso que incendeia e o exemplo da selva

  1. Ademar Luiz Vieira

    A nossa imprensa de gaveta e os “jornalistas” de esquerda que adora ganhar o seu din din sem trabalhar.
    Não tem mais oque inventar contra o atual governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>