11:13Destruição de provas

Do Analista dos Planaltos

O fato de os procuradores da Lava Jato terem confirmado ontem que, assim que o Intercept Brasil revelou diálogos atribuídos a seus membros e ao ex-juiz Sergio Moro, desativou o acesso ao aplicativo Telegram e “apagou os arquivos na nuvem” deixa uma pergunta no ar: isso não seria destruição de provas? Ou obstrução de justiça? Se ocorresse com algum dos alvos da Lava Jato, isso seria aceito com essa naturalidade que a nota dos procuradores tenta transmitir? Com a palavra, os doutores…

4 ideias sobre “Destruição de provas

  1. a verdade está lá fora

    Ele cancelou a conta em 2017 então não tem nada com os vazamentos atuais. Significa que o Telegram foi hackeado para ter acesso ao material antigo.

  2. joao

    A espionagem contra o Ex Juiz, e os procuradores trata de crime contra o ESTADO BRASILEIRO, quebra de soberania e a imprensa martelo e foice querem usar isto como instrumento para desqualificar a MAIOR OPERAÇÃO CONTRA CORRUPÇÃO L A V A J A T O.
    Não devemos permitir que estendam o tapete vermelho para o crime cibernético.
    Caso contrário teremos um novo Bolsonaro, temos de evoluir.. . chega dos mesmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>