12:34O iceberg do software

Do Goela de Ouro

A Gazeta do Povo publicada hoje uma importante matéria sobre o SIAF, sistema de informática ou software que foi adquirido por R$ 11,8 milhões e que, por deficiência, já gerou R$ 14 milhões em prejuízos para o Estado com pagamentos em duplicidade que foram ou estão sendo glozados pela Secretaria da Fazenda. No Tribunal de Contas  há uma auditoria na Inspetoria vinculada ao sério conselheiro Ivens Linhares. Se for a fundo vai descobrir que no governo de Beto Richa foram gastos bem mais de 50 milhões nas aquisições de softwares em licitações controvertidas e com preços muito acima do mercado. Essa é uma área que já despertou o interesse do GAECO que andou investigando o mercado e descobriu ligações muito estranhas entre empresários e políticos. Tudo indica que a fórmula dos grandes “chunchos e propinas ” surgiu nos contratos de obras rodoviárias, com acerto e cobertura entre empreiteiras, e evoluiu para o mundo da informática. Se o TCe o Ministério Público examinarem cuidadosamente os preços pagos nas aquisições de software no Paraná, o valor real de mercado e o custo beneficio obtido , a Operação Quadro Negro parecerá coisa de batedor de carteira perto de um assalto de banco. Essa matéria da Gazeta é a ponta de um iceberg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>