6:43Trapalhada atômica

A mais nova trapalhada do governo do presidente Jair Bolsonaro colocou mais gasolina na fogueira da manifestação dos estudantes de todo o Brasil marcada para hoje (15). Eles vão às ruas para protestar contra o corte de 30% no orçamento do MEC. Ontem, no início da noite, Bolsonaro se reuniu, fora da agenda, com líderes de vários partidos, entre eles o deputado federal Toninho Wandescheer, do PROS do Paraná (ver abaixo). A maioria informou que o presidente telefonou para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, determinando o recuo no corte. Depois, os desmentidos da Casa Civil, do ministério da Educação e um comunicado do porta-voz da presidência deixou todos os parlamentares com cara de tacho e sem escada, como se tivessem sido vítimas de uma “pegadinha” absurda. O presidente viaja hoje para Dallas, no Texas, onde receberá aquela homenagem da Câmara do Comércio Brasil/EUA que deflagrou o vexame internacional de ver as portas fechadas em mais de um lugar em Nova York onde deveria acontecer a festa. O que aconteceu ontem à noite coroou um dia onde o ministro da Economia escancarou o buraco onde se encontra o país, e o deputado estadual Eduardo Bolsonaro (PSF/SP), filho do presidente da República, afirmou que o Brasil deveria ter bombas atômicas para poder até enfrentar Rússia e China. Querem mais? Terão.

Notícia Urgente_ Estivemos reunidos… – Deputado Toninho Wandscheer _ Facebook

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>