12:56O caminho de Langley

De Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário

Em Washington, Jair Bolsonaro fez o ‘caminho de Langley’, sua primeira visita, à CIA, a agência de espionagem, golpes, contragolpes, insurgência e contrainsurgência dos EUA.

Nada de Capitólio, Corte Suprema, monumentos de Jefferson, Lincoln ou mesmo ao cemitério de Arlington, sedes emblemáticas da histórica vocação dos EUA pela liberdade.

Entre a CIA e o Brasil só existe um vínculo, e não é o da liberdade. É o do golpe de 1964, contra a liberdade. Na peregrinação à CIA, Bolsonaro foi acompanhado entre outros pelo ex-Sergio Moro.

Salvo, só do conduto

O ministro Gilmar Mendes deu mais um salvo-conduto para Beto, Fernanda e Marcelo Richa não serem presos. O salvo-conduto impede a condução para a cadeia. Mas o salvo-conduto de Gilmar não põe Beto, Fernanda e André Richa a salvo de vaias, escrachos e ovadas em Curitiba e Região Metropolitana.

Uma coisa é Gilmar Mendes cuspir no povo curitibano. Ele pode, está lá no bunker do Supremo, protegido de ataques do cabo e do soldado. Outra coisa é Beto e família cuspirem no povo curitibano. Aqui eles estão na mira dos esquadrões coxinhas, em aliança ocasional com o exército do Stédile. Beto abusou, tirou partido de nós, abusou…

Em Curitiba, Beto e família não estão a salvo, nem com carro de vidro fumê, nem com guardachuvas vendidos nas esquinas. Quanto a Gilmar Mendes, tem aquela história do marechal Floriano, que perguntou uma vez quem um dia daria habeas corpus – o irmão mais velho do salvo-conduto – aos ministros do Supremo.

4 ideias sobre “O caminho de Langley

  1. Jackson

    Se vai dar a informação, dê correta! Marcelo Richa não tem nenhuma investigação e por isso não precisa de salvo conduto. Vá se informar melhor e corrija a matéria, pois o salvo conduto é para o outro filho do Beto!

    R.I.P Jornalismo!

  2. Frik

    Operação quadro negro na rua para levar 3 pro xadrez … Alô Gilmar, já está acordado?!

    (b) Americanofobia combina com ditadura bolivariana e populismo estatizante … Não com o sentimento da maioria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>