10:54Duplo e dúplice

De Rogério Distéfano no blogO Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/ )

Fica assim: tudo que Beto Richa falou como político é mentira; tudo que dele saiu na delação e no grampo é verdade. Tudo que fez como político é empulhação e fraude. Quem demonstra esses axiomas, agora verdades absolutas? A investigação do MP e a prisão preventiva, que não amargou suficientemente. À qual retornará, a menos que acoite no beliche do primo, lá pelos cedros do Líbano.

A demonstração parte do conjunto da obra, iniciada com a Sogra Fantasma, pedra fundamental quando deputado. Transita nas passagens de ônibus quando vice-prefeito. As fundações de seu castelo de areia estão assentadas na militância do primo distante-no-Líbano. A obra fecha na laje de cobertura, projeto do engenheiro Maurício Fanini, o de interiores pelo arquiteto Toni Garcia. Habite-se,  pelo contador da família.

Beto aprontou na entrada e seguiu aprontando saída afora. Duplo governador, duplo prefeito, duplo deputado. Dúplice na vida e nas malasartes. Na saída, com a aposentadoria de governador, que negava aos outros, que pediu e lhe foi deferida pela rigorosa – da boca eleitoral para fora – Cida Borghetti, vice-governadora no exercício da campanha eleitoral. Nesta hora dá orgulho não ter votado nela.

3 ideias sobre “Duplo e dúplice

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>