7:14O bolso da ninguenzada

Jair Bolsonaro se encantou com Paulo Guedes em duas conversas ainda antes da campanha – e o arregimentou. Venceu a eleição e, para quem entende de hospício, o ministro da Fazenda é a grande aposta para que o castelo de platitudes não desmorone na mesma velocidade da ascensão do capitão da reserva, o que saiu da inexpressividade parlamentar para o comando do país. Se os picaretas do Congresso deixarem, e o “Posto Ipiranga” acertar, a coisa vai. Sempre aos trancos e barrancos, mas vai, porque o que conta é a economia, vulgo “o bolso da ninguenzada”.

3 ideias sobre “O bolso da ninguenzada

  1. SERGIO SILVESTRE

    O que gera renda e impostos é o pleno emprego,aumento do PIB para aumentar a receita,tirar ganhos estratosféricos de bancos e jogar esse dinheiro para o consumo.
    Essa receita de tirar 1 trilhão dos aposentados em 10 anos e outra forma de estagnação da economia e o desemprego acima de 10% vai levar de vez o Pais para o fundo do poço.

  2. Ademar Luiz Vieira

    Depois que a PETEZADA acabaram com o nosso Brasil, não existe remédio doce para por o país em ordem.

  3. jorge

    Tem que tirar os custos estratosféricos da folha salarial pública: federal, estadual e municipal, ativos e aposentados. No fundo do poço a economia já está, resultado de 14 anos de gestão PT-PMDBista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>