12:00O lixo e o caos em Matinhos e Caiobá

Do enviado especial

A Prefeitura de Matinhos recebeu uma verba substancial do governo do estado para contratar uma empresa de coleta de lixo para atuar durante a temporada de verão. A necessidade decorre do fluxo de veranistas lotando as cidades
A licitação feita pela prefeitura exigia que os caminhões, em número de 18,  estivessem em perfeito estado e contassem com o número suficiente de coletores e motoristas. Entretanto, os caminhões apresentados eram verdadeiras sucatas, todos com pneus sem condições de rodar e com ausência de equipamentos obrigatórios.
Como resultado, vivem quebrados e no máximo oito veículos realizam a coleta , quando muito.
A situação ficou insuportável e a própria prefeitura teve que constituir uma força-tarefa com operários fazendo a coleta em caminhões improvisados que deixam um rastro de lixo e chorume (líquido) por onde passam.
Alguns poucos vereadores denunciaram e as redes sociais estão cheias de filmagens da imundície pela cidade e nos balneários. No sistema anterior, o próprio governo do estado licitava , contratava e fiscalizava a prestação dos serviços pelas empresas de lixo.
Em Matinhos o repasse para a prefeitura gerou o caos e a pergunta é se o poder público municipal já notificou e multou a empresa – e se irá pagar o contrato cheio dos 18 caminhões mesmo, mesmo sendo descumprido flagrantemente.
Esse é um problema que está atingindo mais de trezentas mil pessoas e até agora não se tem notícia de providências ou de ações dos órgãos de fiscalização ambiental e do Ministério Público e do Gaeco, que deveriam abrir uma investigação como pretendem os moradores e veranistas.

Uma ideia sobre “O lixo e o caos em Matinhos e Caiobá

  1. josé alberto reimann

    Se fosse só o problema com a coleta de lixo, seria uma única questão.
    O IPTU começou a chegar hoje e pasmem, o valor do imposto é muito superior do que Curitiba, por uma área construída menor.
    Mas, vamos lá, paga-se o IPTU e não temos limpeza feita pela Prefeitura na orla do mar e sim pela Sanepar.
    Não temos sequer um semáforo funcionando, pois o único que existe vive estragado.
    O trânsito na temporada é caótico e nem a Guarda Municipal se vê pro lá e bem que poderia orientar o trânsito e coibir abusos que são frequentes.
    Quem precisa cruzar a Avenida JK tem, que esperar a boa vontade dos motoristas e o risco para pedestres alí é imenso.
    As placas de sinalização estão em falta e assim as orientações são desrespeitadas e ninguém coíbe essas infrações de transito , além de outras deficiências que existem.
    Será que o Prefeito comparece no verão, na alta temporada das balneários do Município de Matinhos, ou ele vai de férias para outros lugares?
    O outro prefeito deixou a mesma herança de abandono da cidade justamente na temporada, esquecendo que lá os veranistas participam ativamente com a movimentação da economia da cidade.
    Prefeito quem financia basicamente seu município e injeta recurso no orçamento são os proprietários de imóveis , onde uma maioria nem mora na cidade, assim, acho que esses merecem juntos com a população permanente melhores condições nas áreas básicas e principalmente na temporada de verão.
    Não é só o Tabuleiro que sustenta o orçamento da cidade, acorda prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>