19:11Joel Barcellos, adeus

Da FSP

Ator, diretor e roteirista Joel Barcellos morre aos 81 no RJ

O ator, diretor e roteirista Joel Barcellos ​morreu no sábado (10), aos 81 anos. A informação foi confirmada pela prefeitura de Rio das Ostras, onde morava o ator, mas a causa da morte não foi confirmada.

Ele foi enterrado na tarde de sábado no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, na cidade fluminense.

Nascido em novembro de 1936 em Vitória (ES), Barcellos mudou-se ainda criança para o Rio de Janeiro. Sua carreira de ator começou enquanto cursava a faculdade de agronomia, nos anos 1940 —na época,  participava do Teatro Rural dos Estudantes.

Mas sua estreia nos palcos veio com “Eles Não Usam Black-Tie”, de Gianfrancesco Guarnieri, no Teatro de Arena.

Logo enveredou para o cinema, onde atuou por mais de meio século. Seu primeiro filme foi  “Trabalhou Bem, Genival!” (1955) e depois vieram “Cinco Vezes Favela” (1962), que marcaria o cinema novo, e “A Falecida” (1965), versão da peça de Nelson Rodrigues, em que dividia a cena com Fernanda Montenegro e Paulo Gracindo.

Depois atuou ainda na direção de longas como “O Rei dos Milagres” (1971) e “Paraíso no Inferno” (1977).

Essencialmente um ator de cinema, Barcellos fez poucas participações na TV. Iniciou na televisão italiana, nos anos 1970 —ele se exilou no país durante a ditadura brasileira.

Entre seus papéis mais conhecidos nas novelas nacionais estão Chico Belo, de “Mulheres de Areia” (1993), e Caveiras, de “O Pagador de Promessas” (1988).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>