Uma ideia sobre “A VIDA COMO ELA É

  1. Parreiras Rodrigues

    Lá em Andradina, Noroeste de São Paulo, 51 e 52, eu vivi os meus 8 e 9 anos, com minha avó, dona Maria, e seu Otacílio, meu avôastro. Me mandava comprar verdura numa horta dum japonês. Uma maravilha, claro. Cê já viu horta de japa ser feia? Assim que eu, calça curta, uma tira como suspensório, botava os pés prá dentro da porteira, o velho avisava: Moleque não chuta sapo, sapo come bichinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>