14:44“Benefício” que só servidor público tem não é benefício. É privilégio

por Ricardo Amorim, publicado na Gazeta do Povo

A gente precisa tratar as coisas como elas são. A grande maioria dos brasileiros não tem auxílio-creche, nem auxílio-moradia, nem auxílio-paletó. Se é algo que só alguns têm, não é benefício; é privilégio. E é imoral quando alguns grupos definem, para eles mesmos, privilégios pagos com dinheiro público. É o que acontece com vários desses auxílios pagos somente ao funcionalismo. É o que acontece com a Previdência, que deveria ser igual para todos. Neste momento, o Congresso discute um projeto para incluir todos esses penduricalhos como parte da remuneração dos servidores, que assim precisaria respeitar o teto constitucional. Está na hora de o Brasil encarar as suas mazelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>