6:52Paralelas

por Greg Mariano

Em outubro de 2042, o Brasil passou por algo inédito na sua história: o principal candidato à presidência da República, Lúci Fernando (PMDB – RJ) disputou consigo mesmo os votos no segundo turno. Envolvido em coligações da esquerda, direita, centro e diagonal esquerdista da direita, o polêmico candidato partiu famílias brasileiras em disputas acaloradas nas ruas e na internet.

“Esquerda nunca mais! ” – Entoava metade do eleitorado, segurando bandeiras azuis com a éfige de Lúci Fernando.

“Fascistas não passarão!” – cantava com ferocidade a esquerda brasileira, portando vistosos balões com formato de estrelas vermelhas que levavam “Lúci 2042″ no meio.

Após os resultados, a direita brasileira ficou arrasada. A revolta tomou o segmento da população, que pediu por segundas apurações pela suspeita de fraude eleitoral. A esquerda, em contrapartida, entoava em altos brandos na rua:

-”LÚCI FER!”

- “LÚCI FER!”

Um importante jornalista de direita declarou ao Estadão:

“As propostas dadas por Lúci Fernando hão de destruir a família brasileira e arruinar nossa economia com propostas distributivistas. Lúci Fernando, o meu candidato e o único em que eu votaria, traria paz e progresso para um país já arrasado. Que deus tenha piedade desta nação.”

Após tomar a posse, com um sorriso que dava pra ver de costas, o recém – apontado presidente Lúci foi perguntado sobre as propostas eleitorais de seu oponente, Luci, e sobre como lidaria com elas:

“Não dialogo com fascistas”, ele afirmou.

2 ideias sobre “Paralelas

  1. ricardo crovador

    Boa, mas pelo jeito não vai demorar tanto… já estamos tendo que encarar esse abraço no diabo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>