11:27“Eu não criminalizei a política. Criminalizei os bandidos”

De Rodrigo Janot, ex-procurador geral da República, em entrevista ao jornal Correio Braziliense:

A gente está no meio de um lamaçal, no meio de bandidos, cheiro de podre para todo lado, só tem uma maneira de não se contaminar, a gente tem que ser reto. O Moro é duro, eu fui duro, e tem que ser mesmo.

O que foi essencial na Lava-Jato?

O grupo de Curitiba foi muito importante. O juiz foi muito importante. Uma parte que pouca gente fala, mas que permitiu chegar até agora, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que manteve com firmeza todas as decisões.

Confira a íntegra da entrevista: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2017/09/20/internas_polbraeco,627365/rodrigo-janot-fala-com-exclusividade-ao-correio-apos-deixar-pgr.shtml

2 ideias sobre ““Eu não criminalizei a política. Criminalizei os bandidos”

  1. Sergio Silvestre

    Juiz deixa solto o Yossef,juiz trabalha para o maiór corrupto de Maringá,esposa de juiz e citada em roubo de verbas de APAES,mulher de juiz é acusada de receber pagamento em dólares da Odebrecht,Juiz e procurador falsifica provas de delatores.
    Como o Janot falou,estamos num lamaçal ,cercados de bandidos,ou os historiadores vão relatar esses paus de galinheiro,ou vão esconder a história.

  2. Zé Mané

    kkkk o pato além de ter ficado manco pirou também. Agora só falta imitar o 51 e sair dizendo por aí que ele é o segundo homem mais honesto deste país. Hajam caras de pau .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>