10:17Tião Abatiá, adeus

Da Gazeta do Povo

Morre Tião Abatiá, um dos maiores ídolos do Coritiba

Morreu na madrugada desta terça-feira (16) o ex-jogador de futebol Sebastião José Ferri, o Tião Abatiá. Ele tinha 71 anos e estava internado em um hospital de Londrina, no Norte do Paraná, e morreu após uma complicação causada por uma cirurgia.

Ele formou a famosa “dupla caipira” com Paquito. Eles jogavam juntos desde 1966.

Tião nasceu em 20 de janeiro de 1945 em Abatiá, no Norte Pioneiro do Paraná, e começou a carreira no Cambaraense, do Cambará, outra cidade da mesma região do estado. Em 1966, o jogador se transferiu para o União Bandeirante, pelo qual foi vice-campeão paranaense em 1966, 1969 e 1971, ano em que foi o artilheiro do estadual. Naquele mesmo ano, se transferiu para o São Paulo, mas jogou apenas uma partida no time da capital paulista.

Tião foi contratado pelo Coritiba nesse mesmo ano junto de Paquito, seu companheiro de ataque no União Bandeirante. Eles estrearam pelo time alviverde da capital em um domingo, dia 15 de agosto de 1971. Nesse mesmo ano, ele recebeu a Bola de Prata da revista Placar como melhor centroavante do Campeonato Brasileiro. Tião ficou no Coritiba até 1975, quando foi emprestado à Portuguesa.

Em 1976, o atacante voltou a jogar no futebol paranaense, dessa vez pelo Colorado. No campeonato estadual daquele ano, Abatiá fez 24 gols, apenas um a mais do que o antigo parceiro de ataque, Paquito, vice-artilheiro pelo Grêmio Maringá.

Para o colunista André Pugliesi, “Tião Abatiá não era um atacante comum, a começar pelo nome. Poderia ser apenas Tião, como somente Abatiá. Mas não, era Tião Abatiá. A figura ostentava ainda, como dizem hoje, um tremendo ‘diferencial’. A cabeleira rebelde, as costeletas e a dentição imperfeita dos goleadores, algo completamente fora de moda atualmente, era do dente de Mentex e da falsificação de si mesmo”.

Em 27 de outubro de 1971, o Alto da Glória gritou “Tião Abatiá é melhor que Pelé!” depois de uma partida contra o lendário Santos da década. Tudo depois do gol da vitória alviverde.

No Twitter, o Coritiba lamentou o falecimento de um de seus maiores ídolos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>