21:10Atrás da porta

Do blog Cabeça de Pedra

Disfarcei bem porque sabia que em casa ninguém ia entender. Aproveitei um momento em que estava sozinho e levei o objeto para trás da porta do banheiro do escritório. Dificilmente entrariam ali. Fiquei sossegado. De vez em quando dava uma olhada, passava a mão na lâmina – mas também não entendia porque tinha comprado. Nada a ver com apoio a movimento ou reverência ao famoso símbolo vermelho. Sim, comprei uma foice, dessas que toda hora vemos nsa mãos de integrantes do MST em manifestações. Novinha, cabo de madeira comprido… uma arma e tanto. No dia em que descobriram, por acaso, a presença dela como parte integrante da coleção de armas brancas, comecei a pensar de fato no motivo de tal aquisição. Provavelmente um filme daqueles de fotografia deslumbrante, com o camponês usando a ferramenta para cortar algo cor de ouro, seguindo a sinfonia do vento. Pode ser. Pode não ser. Sei que ela está lá quietinha com sua lâmina curva, muita afiada, esperando algum movimento. Nisso eu não penso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>