7:58NO PAÍS DA ESPERTEZA

Joga no cartão

A câmara dos deputados convida o juiz Sérgio Moro para falar sobre corrupção. A viagem do corvo, que voa, voa, revoa em círculos e não acha nada. O juiz não irá convencer nem converter os deputados, que são e serão sempre o que foram e têm sido.

Mas o juiz tem dinheiro, legal e declarado, tributado e isento. No Brasil, juiz ganha mais que deputado, ganha até mais que juiz gringo, pode deixar na conta brasileira. Não sei se Moro carrega dinheiro vivo. Gato escaldado, cuide-se com os clientes da Lava Jato.

Mixou o discurso

Câmara e senado funcionaram normalmente durante o impeachment. Podemos não ser – e jamais seremos – uma grande nação, dessas que exportam civilização e quinquilharia. Mas o país não desaba com a exposição de bandidos de mandato, gravata e capital.

Anã pela própria natureza

Cadê a filha da outra mulher que nasceu analfabeta? Está deitada temporariamente em berço esplêndido.

Não vale a pena

O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, concorda conosco! Em entrevista à Folha de S. Paulo, declara que a criminalidade do Rio durante a Olimpíada “preocupa mais [o governo] que o terrorismo”. As forças armadas federais estão lá, simulando batalhas.

Os terroristas podiam nos fazer o grande favor de ficar longe de atletas e políticos na Rio2016. Não vale a pena, a logística é complicada e só conseguirão levantar a bola do governo brasileiro. Deixem o assunto com os colegas locais, gente escolada, como o ministro lembrou.

Tocaia

Convidado para o restaurante fino, você pede o prato simples e barato, bebe água mineral; o anfitrião escolhe o prato sofisticado, caro e vai de vinho francês. Ele insiste em dividir a conta. Mata dois coelhos numa única sacanagem.

(ROGÉRIO DISTÉFANO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>