9:20Requião e Dilma

Um guru da política aposta que se Roberto Requião for para a campanha do filho defendendo a permanência de Dilma Rousseff na presidência da República e falando de golpe, não vai sobrar nada do candidato.

8 ideias sobre “Requião e Dilma

  1. jose

    E quem disse que a candidatura do mauricinho é a sério? O objetivo é o de sempre: criar dificuldade para vender facilidades e ajeitar a vida dos “correligionários”…

  2. TOLEDO

    Claro, os curitibocas gostam do Piá de Prédio. Sempre foi assim, os curitibocas gostam da elite, mesmo estando na bosta, né Leandro, José, Fausto, Ferreira e mais uma turma grande.

  3. Zé Povinho

    O velho pode ser Maluco mas não a este ponto, ele não deve odiar o filhote tanto assim.

  4. jose

    Toledo, para comprovar mais uma vez sua burrice: o mauricinho é piá de prédio e elite também.
    Se você não consegue nem entender isso, só tem uma solução: Vai cagar no mato, pombo reaça!

  5. leandro

    Tem coisas que as vezes é difícil entender. Como exemplo comparativo, o Senador Magno Malta outro dias disse na comissão do impeachment: “…. eles podem eu não posso…. eu posso sim, sou um senador…..” Transporto parte da frase para mim, : Os outros podem eu não posso! Seria por não ser senador? Como não sou nem posso avocar o artigo 14 do RI, mas tudo bem, continuaremos a luta lendo e escrevendo vez ou outra. Abraços

  6. ferreira

    TOLLEDO CADÊ TEU @M()R APARECIDO §§ ?
    SERÁ QUE ELE TE CHUTOU !
    VOCÊ ESTÁ CARENTE E PRECISA DE UM SUPOSITÓRIO DE MORTADELA.

  7. jorge

    tomara que Requião, o vetusto, defenda Dilma e diga que houve golpe, na campanha do vetustinho.

  8. Nalata

    Esse Toledo anda comendo alfafa estragada! Ao abrir sua bocarra fétida, odores estranhos invadem as redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>