19:47ZÉ DA SILVA

Só quero a casa no campo se tiver internet, tv a cabo e um carrão na garagem para dar umas bandas. Sou dinossauro domesticado. Escrevi muito a caneta tinteiro, depois máquina de escrever. Assistia aos seriados Rim Tim Tim, Aventura Submarina, Zorro, Jim das Selvas, Ivanhoé, Dr. Kildare, Papai Sabe Tudo, Combate – e por aí vai. Acampei em praias desertas, torrei ao sol sem protetor, viajei de barquinho pelo Rio Amazonas, dormi em casas de estudantes, me afundei na lama ao desembarcar em Alcântara, viajei de São Luis a Curitiba numa tirada só, sem nada no bolso para comer. Tempo bom? Pode ser, mas só para contar aos netos. Quero hotel cinco estrelas, piscina aquecida, sauna, café da manhã tipo banquete, carro com motorista, ar condicionado perfeito e que ninguém, muito menos um pernilongo, me encha ao saco. A grande revolução é essa – do conforto. Talvez seja por isso que nossos guerrilheiros de outrora tenham se lambuzado de forma errada para ter o bem bom. Mas isso é outra história. Ouço, sim, Casa no Campo, mas na poltrona do Sergio Rodrigues e som de altíssima qualidade. Quem quiser ir para o sofrimento que vá. Eu fui e não gosto mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>