6:55O cassino, o AA e a lambança da informação

A Polícia Civil do Paraná descobriu, por acaso, na sexta-feira passada, em meio a uma investigação, um cassino com 20 máquinas caça-níqueis que funcionava no andar de baixo da sala do Grupo Atalaia de Alcoólicos Anônimos (AA) no bairro Mercês. A informação juntou lé com cré para o estardalhaço de sempre. O Atalaia é um dos grupos mais antigos e tradicionais de AA de Curitiba. Se alguém tivesse o mínimo trabalho de olhar o prédio, notaria que a entrada é independente do andar onde funcionava a contravenção. O coordenador de AA na Grande Curitiba e Litoral do Paraná enviou mensagem para os chamados meios de comunicação esclarecendo que o grupo não tem nenhum vínculo com o cassino, o que, de fato, seria um absurdo para uma irmandade que existe há mais de 80 anos no mundo e cujo objetivo qualquer pessoa medianamente informada sabe qual é. Parece que ninguém deu bola para o recado. A placa do AA colocada na fachada do predinho foi publicada como se a entidade, uma das mais sérias e que presta ajuda a salvar vidas, estivesse servindo de fachada para um delito. Expressionante!

 

Uma ideia sobre “O cassino, o AA e a lambança da informação

  1. John Doe

    Este AA pelo jeito funciona, porque um dos seus frequentadores ficou tão sóbrio que se revoltou contra a contravenção, a ponto de chamar a Polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>