7:08Carnaval sem Traumas

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) informa:

A Campanha “Carnaval Sem Traumas”, uma das mais tradicionais desenvolvidas pela SBOT, aborda neste ano a questão da ingestão de álcool durante o período da festa e os seus Um outro problema crônico que a Campanha de 2016 aborda é o uso do telefone celular ao volante, cujo o impacto é invariavelmente danoso para o motorista.

A teoria de que o álcool é um estimulante não passa de mito. A verdade é que essa sensação provocada pelo álcool nada mais é senão a diminuição da timidez. Já a prática do celular ao volante é um ponto de distração que aumenta consideravelmente o risco de acidentes. Ao juntarmos essas duas temáticas, exploramos um universo alarmante de acidentes de trânsito quase sempre fatais para motoristas, passageiros e pedestres

Compilamos informações e dados estatísticos de importantes fontes como o DENATRAN, DATASUS e PRF (Polícia rodoviária Federal) e os dados por si só já alertam sobre a necessidade de educarmos motoristas, motociclistas e pedestres, conforme segue:

1. O número de acidentes aumenta entre 20% e 30% segundo dados da polícia federal;

2. Segundo do DENATRAN, a combinação de bebida e direção costuma ser mais frequente durante o Carnaval, sendo que a ingestão de álcool ao volante é responsável por 65% dos acidentes;

3. Usar o celular e dirigir, aumenta em até 400% o risco de acidentes;

4. Uma pesquisa realizada com motoristas das cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro mostrou que 84% dos motoristas admitem usar o celular enquanto dirigem, apesar de saberem que essa prática provoca distração e aumenta o risco de acidentes.

Por isso, a Campanha “Carnaval Sem Traumas” 2016 da SBOT tem com o objetivo principal de orientar o motorista a não consumir álcool antes de dirigir e alertar sobre os perigos de dirigir e falar ao celular ao mesmo tempo.

  • Campanha de Orientação

“Álcool e volante: uma dupla que não dá samba”

A campanha de orientação deste ano chama a atenção para um tema que envolve todos os

brasileiros e pretende engajar a sociedade civil, governos e sociedade médica para diminuir os

acidentes de trânsito causados pela ingestão de álcool e o uso do celular ao volante.

Os principais objetivos são:

  • Conscientizar e instruir os motoristas sobre os riscos inerentes ao consumo de álcool;
  • Alertar a população que o uso do celular ao volante aumenta as chances causar

acidentes;

  • Incentivar a prática de não dirigir ou passar o volante para alguém que não tenha

ingerido álcool;

  • Estabilizar ou reduzir em até 10% o número de mortes e traumas causados por

acidentes de trânsito até 2020 (Programa de ação Global da OMS).

Para afirmar a necessidade de prevenir acidentes e suas sequelas, programamos ações de

Comunicação e Campanhas de Prevenção Presenciais em diversas cidades do país, que tem o

objetivo de alertar o motorista a ser mais responsável e conduzir de forma segura o seu

veículo.

Uma ideia sobre “Carnaval sem Traumas

  1. John Doe

    Dirigir e não falar ao celular, isto é coisa de babaca, macho ou macha que se preze tanto dirige, fala e manda mensagens. Só babacas e gente muito ruim de roda pára o possante para atender o celular. E estamos em Pindorama mesmo, a terra de Macunaíma, a do “não dá nada mesmo”, se for flagrado dirigindo e falando ao celular se paga a multa, é uma merreca mesmo. E seguimos em frente, a vida não pára. Respeitar a Lei é para os trouxas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>