17:27A brutalidade do fisco

A brutalidade confiscatória do fisco é um fator sério de retardamento econômico. É francamente de causar indignação ver nédios representantes da burocracia oficial declamando que pagar impostos é ‘cidadania’. Cidadania é exatamente o contrário: é controlar os gastos do governo. (Roberto Campos)

3 ideias sobre “A brutalidade do fisco

  1. leandro

    Quando se fala em cidadania muitos a incluem como sendo somente o fato do governo conceder um programa “bolsa família”.
    Bem disse Roberto Campos que “cidadania é controlar os gastos do governo”.
    Esta afirmativa atualmente é usado como propaganda governamental, porém enganosa, os tais cortes são pífios e como um tiroteio num quarto escuro, não se sabe bem o que e em quem acertam.
    Demagogicamente se fala em cortar salários, viagens, só falta o café e o papel higiênico, neste caso seria fácil se estivéssemos na Venezuela.
    Agora, vendo a viola em cacos, com o imenso furo orçamentário, o não cumprimento da meta fiscal, de 2014 e em vias de repetir o feito neste ano, o governo baixa atos para “cortar” 13bilhões de reais. fazendo com isso uma meta mentirosa de economia governamental.
    Isso chamam de “contingenciamento”, palavra difícil de pronunciar deixando muitos repórteres engasgados.
    Mas este “contingenciamento” entre diversos recursos ministérios , atinge também o Judiciário e com isso diz a justiça eleitoral que em 2016 a eleição municipal não será eletrônica e sim em cédulas.
    Muito bem ou essa turma está a busca de retornar na história até i ano de 1500 par redescobrir, reinventar o Brasil ou é incompetência aliada a uma safadeza.
    Este fato passa a se até emblemático, pois uma semana após decidirem que com o voto eletrônico teria o acompanhamento de uma espécie de recibo ai eleitor, vem essa notícia.
    Este fato é um exemplo concreto de muitos desacertos de uma patifaria institucional que na medida que os escândalos aparecem, na medida que os apertos são feitos as ” burrices” são feitas pelo executivo, isso para não dizer realmente que existe uma dose de má fé que mostra o desespero de tenta colocar o navio nho rumo certo sob pena de afundarmos todos.

  2. Signor

    E os fiscais que não são nada burros?
    Eles ficam com qual parte?
    A do governo ou a do cidadão?

  3. TOLEDO

    Não dá para acreditar Leandro, voce nunca foi Brizolista. Você é da turma do FHC, Aecio e assemelhados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>