18:59A morte de Osni Pacheco

O empresário Osni Pacheco morreu hoje em São Paulo onde estava internado no Hospital Sírio-Libanês. Ele era dono da Cotrans, conhecida por ser contumaz vencedora de locações de veículos para o governo do Estado, prefeitura de Curitiba e outros órgãos oficiais. O corpo dele será velado a partir das 8h30 de amanhã na Igreja dos Passarinhos, no Bigorrilho. Às 15h haverá uma missa de corpo presente. Ele será enterrado às 17h no Cemitério Parque Iguaçu.

10 ideias sobre “A morte de Osni Pacheco

  1. Clint Eastwood

    Agora nos resta saber qual será a nova Cooperativa que vai locar viaturas tanto para o Estado quanto para a Prefeitura. Será que o Estado e a Prefeitura não podem pensar e ter viaturas próprias? É tão mais barata a locação ? Por favor, quem souber a resposta faça-me o favor, me conte o “segredo”.

  2. Sergio Silvestre

    Locação de veículos para governos e pedágio made in Paraná são os negócios mais rendosos do mundo,voce compra uma frota no “LEASING’ com uma parcela de 1000 reais mensais e loca para o governo por 3000 mil reais ao mês,da a comissão do politico e ainda te sobra a metade e no final de 5 anos a frota saiu de graça e você ainda lucrou uma fabula de dinheiro. e mais ao menos o caso dos aviões do governo;

  3. Zé Beto Autor do post

    meu caro pombo reaça, nessa você não olhou para trás. a cotrans deve ter contribuído para a campanha do senado de seu líder, aquele, por gostar da cabeleira dele, não? e durante os dois últimos governos do seu querido, de quem mesmo o governo alugou veículos? ah, mas isso é diferente, não é mesmo?

  4. José Alberto Reimann

    Os oportunistas de plantão, aqueles que são debochados e não tem noção do que falam, aproveitam um fato , que mesmo sendo natural da vida de todos nós, estão tentando denegrir e tirar proveito com palavreado ignorante a morte de um ser humano que nem sequer conheciam e especulam de forma leviana a dor pela perda do pai, marido e amigo de muitos que estão a lamentar com sinceridade.
    Fui amigo do Osni e o conheci desde 1983 quando catequista dos nossos filhos no colégio Santa Maria.
    A vida nos fez cruzarmos nosso caminhos em algumas oportunidades e sempre mantivemos um relacionamento de amizade com respeito mútuo.
    Portanto muitos desses que aproveitam um fato lamentável deixa a gente pensar que o ser humano é feito de pessoas boas e outras que sequer pensam antes de falar e fazer qualquer ato.
    Daqui deixo os meus sinceros sentimentos a família, suas filhas e filho por este acontecimento.

  5. Joaquim

    Aqui se faz, aqui se paga. Empresa a ser investigada também, pelo MPE e MPF, “vencedora” de inúmeras licitações, ganhou muita grana e deve ter lavado muito dim dim comprando imóveis ou em nome de laranjas.

  6. vilma de fatima alves de lima

    Boa tarde , enquanto politicos vão ficar debatendo , sobre quem assume , poder .
    Governo Estado , ninguem fala sobre a dor da perca dos falimiares .
    E como fica centenas de pais de familia que trabalham na empresa ?

  7. rene

    Zé Beto, eu vou tentar te ajudar com sua pergunta: acontece que pode até de momento ser mais barato um veículo próprio. Porém, com o tempo os custos para manter uma manutenção própria onde terá que ter espaços físicos e recursos humanos para manutenção, também motoristas e todos concursados, vai se tornando oneroso para o município que acaba tornando inviável. A tercerização, aparentemente pode parecer inviável mas é o caminho que várias empresas também utilizam para não se envolver em recursos humanos e material, tendo só a prestação dos serviços e podendo adequar quando necessário.

  8. Zé Beto Autor do post

    tá escrevendo para a pessoa errada, meu chapa. dirija-se ao leitor que comentou. não perguntei nada, apensa noticiei a morte do empresário. de qualquer forma, obrigado pela participação. abraço. saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>