7:37O próximo incêndio

Aquela contribuição mensal dos professores da rede estadual de ensino que sai da folha de pagamento e vai direto para os cofres da APP-Sindicato começa a ser questionada nos bastidores da Assembleia Legislativa. Não a contribuição, que é opcional e legal, mas a forma como é feita, porque é um trabalho feito pela administração pública. A gasolina já foi espalhada e, com certa, o incêndio vai acontecer quando a proposta for colocada no pano verde da negociação. O sindicato, pelo que foi informado, recebe R$ 600 mil por mês sem ter o trabalho do recolhimento. É isso o que está sendo questionado. Nenhum professor tem o trabalho de fazer o depósito para agremiação, pois o Estado faz por ele. O bate-boca deverá acontecer no ano que vem. A conferir.

2 ideias sobre “O próximo incêndio

  1. Clint Eastwood

    Mas qual a razão de tal preocupação, se depender do Betinho Banana fica tudo como esta, o cara está de ótimo humor, o caixa do Estado está se enchendo, porque então se preocupar com “minudências” como esta? A Responsabilidade Fiscal não é um dos temas mais caros ao piá de prédio.

  2. Carlinhos

    No pano verde só atual contra os professores, as consignações de bancos privados para empréstimos continuam de vento em popa matando os pobres velhinhos aposentados, trabalho feito pela administração pública, saindo das folhas diretos para os cofres dos bancos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>