17:40Bens bloqueados

O Ministério Público do Paraná informa:

Justiça determina bloqueio de bens de 16 réus ligados ao ramo calçadista por atos de corrupção

A 2a. Vara da Fazenda Pública de Londrina, no Norte-Central paranaense, determinou nesta terça-feira (10) a indisponibilidade de bens de 16 réus envolvidos em atos de corrupção investigados pela Operação Publicano III. O valor dos bens bloqueados atinge R$ 442 mil – entre os réus, há empresas calçadistas, empresários do ramo e auditores fiscais da Receita Estadual.

A ação civil pública que requereu a indisponibilidade dos bens foi um dos desdobramentos cíveis das investigações efetuadas no âmbito da Operação Publicano, relacionadas à prática de crimes diversos, sobretudo contra a administração pública, como falsidades documentais, corrupções ativas e passivas, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e organização criminosa. Foi comprovada pelas investigações a existência de uma organização criminosa formada por auditores fiscais da Receita Estadual que cobravam propina para omissão na fiscalização e não autuação das empresas sonegadoras de impostos.

Ficaram excluídos da decisão judicial uma empresa, seu sócio-gerente e seu contador, que estão colaborando com as investigações, em virtude de acordo de delação premiada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>