16:35APP-Sindicato considera a proposta imoral

Do site da APP Sindicato

Sem diálogo, governo apresenta proposta

Através do telefone, o líder do governo informou a direção da APP sobre data-base

Mais um massacre! O governo do Estado resolveu pagar as dívidas de quatro anos de má gestão no Paraná com o suor e o trabalho dos(as) servidores(as) e da população paranaense. Beto Richa acumulou dívidas de mais de R$ 3 bilhões nos últimos anos e quebrou o Paraná. Desde novembro mira no povo e nos(as) trabalhadores(as), principalmente educadores(as), para conseguir recursos e pagar o resultado da incompetência de seu governo. E na manhã de hoje (27), o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli, líder do governo estadual na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), ligou para a direção da APP-Sindicato e informou que o governo já tem uma proposta. Na avaliação da entidade, é uma proposta imoral.

Após quebrar o Paraná, a proposta de reposição que ele pensou foi a seguinte: mudar a data-base da categoria e conceder uma reposição pífia de 3,45%, referente à inflação de 2014 (de maio a dezembro), em três parcelas (em setembro, outubro e novembro de 2015). A inflação de 2015 seria paga (seria, porque não dá para confiar na palavra de Beto Richa) em parcela única no mês de janeiro de 2016, com a antecipação da data-base. Segundo levantamentos da direção da APP, para dar conta da dívida bilionária, 77% do aumento na receita do Estado virá do sequestro que o governo já está fazendo da previdência, que totaliza cerca de R$ 1,6 bilhão em um ano. O restante vem do aumento dos impostos e tarifas como água, luz, e IPVA.

A tal ‘proposta’ foi uma das apresentadas, ontem, por deputados da base aliada na Assembleia Legislativa e foi acatada pelo governo, que deverá enviar o projeto para a Alep sem debate com as categorias. Com a medida, cada servidor irá perder, ao longo do ano, o equivalente a metade de um salário atual. Uma professora que recebe R$ 1.300,00 por mês perderá, ao final de 2015, cerca de R$ 650,00. “A APP não concorda com a proposta. A defesa da entidade e dos demais sindicatos de servidores continua de reposição da inflação do período, que é 8,17%, em parcela única”, ressaltou o presidente da entidade, professor Hermes da Silva Leão.

Entenda a proposta indecente:
:: Pagar 3,45% de reposição, parcelado em três vezes: setembro, outubro e novembro de 2015.
:: Pagaria a data-base relativa a 2015, em janeiro de 2016. A previsão é de 8,5%.
:: Mudará permanentemente a data-base de maio de cada ano, para janeiro de cada ano.
:: A proposta deve ser aprovada pela base governista na Assembleia Legislativa e resultará em massiva perda salarial.

 

4 ideias sobre “APP-Sindicato considera a proposta imoral

  1. Estatística

    De tanto gritar “É o lobo!!!”, “É o lobo!!!” será que ainda quer que acredite nas propostas? Depois de todas as mentiras contadas para se reeleger, principalmente a de que a economia do estado estava perfeita?

    A última é que foi enganado pelo Governo Federal que previa um crescimento de 4,5% no ano passado. Será que o pessoal da Secretaria de Fazenda não escuta rádio ou assiste televisão (pelo menos), ou não leem jornais e publicações de economia?

    A culpa é sempre de alguém, nunca dele e de seu governo.

  2. ROQUE

    QUEM TEM QUE DECIDIR SE É ACEITÁVEL OU NÃO É A CATEGORIA E NÃO O SINDICATO .

    FALAM SÓ DAS PERDAS DE 2015. E OS GANHOS PASSADOS ACIMA DA INFLAÇÃO ????

  3. jk

    Acreditar que esse governo vai cumprir a palavra é o mesmo que acreditar em Papai Noel.

  4. Zangado

    A grande verdade é que na data base legal (hoje) o governo dará NADA !!!
    Descumpre a lei em vigor flagrantemente !
    Explique o governador onde foi parar o dinheiro para pagar o devido aos servidores que trabalham todo santo dia e não somente aparecem às vésperas de eleições para dizer que estão vivos !!!
    A proposta conseguiu piorar o que já era ruim e ilegal !
    Quem assessora o governo com tanta incompetência ?
    Isso vai ocasionar a irresignação geral dos servidores, a revolta da sociedade e fará com que a Justiça logo esteja abarrotadas de ações judiciais !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>