14:52A diferença de meio bilhão

Do analista dos Planaltos

No jogo bruto entre os professores, liderados pela APP-Sindicato, e o governo, os grevistas ignoram dificuldades financeiras da administração e os os ganhos obtidos nos últimos quatro anos (quando receberam aumentos de 62% contra uma inflação de 26%), daí a exigência do reajuste de 8,17%, quando o oferecido é, no máximo, 5%. A diferença de salário, para um professor que ganha o piso, entre os 8,17% exigidos e os 5% oferecidos, corresponde a R$ 96,00. Pouco para um professor, mas quem tem de pagar a fatura para a categoria mais numerosa, a conta muda de figura. A diferença de 3,17% equivale a R$ 45 milhões mensais, ou R$ 585 milhões anuais a mais.

9 ideias sobre “A diferença de meio bilhão

  1. TOLEDO

    ZB, desenha no chão, não entendi. O governo paga demais os professores. Eles são muito caro para o erário ? O executivo mede tudo com régua, e o judiciário enfia o pé na jaca com auxilio moradia. O legislativo tem quantos comissionados por gabinete ? todos eles vão trabalhar ? tem trabalho para todos ? O estado esta quebrado por culpa dos altos salários pagos aos professores ?

  2. leandro

    Se a informação do Governo sobre o que ganha um professor inicial e o que ganhará ao longo dos anos até sua aposentadoria, nos valores de hoje, for verdadeira então algo estranho acontece. Se for mentirosa a APP deveria vir a público e desmentir o governo. Mas, pelo sim ou pelo não seria bom comparar o quanto ganha um professor de escola particular e se ele faz greve sem consequências? Todos esses professores lideres do movimento e outros deveriam comparar esses salários e se não tiverem satisfeitos fazerem o que qualquer profissional faz, procura emprego melhor e não fica enchendo o saco dos alunos e pais que estão a mercê de vontades de sindicalistas frustrados.

  3. Ewerton

    O blogueiro se revela cada dia mais coxinha. O que reivindicam os professores não faz cócegas no cofre do auxilio moradia, do auxilio fruta e do auxilio aspone. Chegou a hora de o povo parar de dizer amém para as barbaridades cometidas por essa casta de privilegiados (eleitos com base na ignorância da massa) em prol unicamente deles mesmos. Pena que para uma boa parte dos “formadores de opinião” o fim desse incorformismo seja apenas baderna ou perseguição partidária. Lembremos que a bastilha não caiu sob fogos de artificio e aplausos das autoridades. Os ovos estão sendo quebrados. Aguardemos a omelete.

  4. Estatística

    Zé, até pouco tempo você era neutro nos seus comentários, entre o lambe-ovos do Fábio e o sou contra do Esmael. Sempre gostei de ler seus tópicos pela isenção. E agora? O que aconteceu?

    Está ficando igual ao Fedeguer do Impacto, que até mês passado fritava o Betinho toda semana e agora é só elogios (acho que a página inteira, colorida, com propaganda da Sanepar paga a integridade).

  5. Estatística

    Estatística Fraudada para Agradar Governantes com certeza não sou.
    Leio, e muito, e não só blogues e opiniões alheias.
    Sou cidadão, eleitor e indignado com a roubalheira a que sou submetido todo dia sem retorno.
    Posso ser Estatística de Opiniões Favoráveis e Desfavoráveis Dependendo do Momento Político.
    Felicidades, Zé.

  6. TOLEDO

    Zé, se precisar de um mediador, pode contar comigo e com o Silvestre. O Leandro não pode ajudar, esta dando aulas de golfe no country para um pessoal da Vila Pinto.

  7. leandro

    ÊPA ! Pinto é com você Toledo, tua especialidade em utilizar igualzinho os charutos do Fidel que você usava em CUBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>