17:50Sem acordo

Do enviado especial

O fim da greve dos professores e do impasse sobre o reajuste para os servidores públicos ainda parece estar longe de um fim. Após duas semanas sem acordos entre governo e trabalhadores, o deputado Luiz Claudio Romanelli, líder do governo na Assembleia Legislativa, recebeu há pouco os sindicatos para chegar a um possível acordo planejado pela base governista. Segundo esta proposta, seria concedido o índice de reajuste que os sindicatos querem, de 8,17% de aumento, mas em duas parcelas – uma no meio do ano e outra para janeiro do ano 2016. Proposta rejeitada. A APP e assemelhados querem tudo de uma vez só e não abrem mão.

4 ideias sobre “Sem acordo

  1. Jurassic

    Manda eles trabalharem no Rio Grande do Sul, onde ganham R$ 1,6 mil e estão com dois meses de atraso. Ou então em Minas Gerais, onde vão receber o reajuste para chegar a R$ 1,9 mil em três anos. Este radicalismo tem um nome: orientação do PT nacional. Mas o povo já encheu o saco deste povo.

  2. TOLEDO

    O Jurássico é Paneleiro? Em Portugal Paneleiro tem outro significado que define melhor o Bateliano ( cidadão curitiboca que mora no Batel como o Leandro ou que sonha em morar).

  3. leandro

    Falou e disse ! Outro dia houve uma declaração descabida dada por um vereador que disse “…. eu pago para ser vereador …”. Todo mundo, e mais ainda como costumeiramente a RPC ficou batendo na tecla durante alguns dias, como se não tivesse outras notícias. Além desse bombardeio houve um comentário de um apresentador daquela rede que dizia ” o vereador poderia procurar outro emprego, pois ser vereador é uma vocação ….” como que se quem não está satisfeito com o que ganha deva ir ao mercado na busca de melhores salários. Tudo isso serve e muito bem para todos esse professores que se acham prejudicados e que ganham mal. Vão ao mercado, mostrem suas competências em escolas privadas, ou como disse o comentário anterior vão trabalhar no Rio Grande do Sul, na Amazônia, no Acre, quem sabe nesses outros locais o salário é bem melhor.
    Professor, como qualquer outra profissão é vocação, esqueceu o repórter, a dele também, parece que o apresentador também esquece que de vez em quando a RPC faz uma limpa nos seus quadros por várias razões, uma delas é o tempo de serviço e os salários. Vamos criticar, informar e buscar as notícias, mas, a coisa já ficou muito passional e parcial e assim pode a cair no descrédito e dar a entender que outros motivos, que não só a notícia, levam a matéria jornalística seja apresentada por reiteradas vezes sem conteúdo e fatos novos.

  4. leandro

    Vendo vários comentários dos siameses Toledo e Silvestre, dá para perceber sem ser analista que ambos tem um traço reprimido de não serem funcionários públicos. È difícil ter uma frustação e os dois sempre juntos devem fazer parte daqueles grupos de amigos que sempre estão juntos e vez ou outra praticam o…. troca troca … nas palavras é claro….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>