9:53Sobre petistas, tucanos e previdência

Do analista dos Planaltos

O fim do fator previdênciário, aprovado ontem pela Câmara, significou mais do que uma (mais uma!) derrota para o governo Dilma Rousseff. Quem se der ao trabalho de ler um pouco da história sobre o tema verá que o mesmo é mais um dos elementos para acreditar que pouca diferença há entre PT e PSDB.

Criado por FHC, o fator previdenciário visava equiparar a contribuição do segurado ao valor do benefício. Na época, em 2000, o oposicionista PT votou inteiramente contra a regra, pois acreditava que ela “prejudicava os trabalhadores”. Depois de chegar ao poder, no entanto, o mesmo PT passou a ser a favor. Já o oposicionista PSDB, que lá em 2000 criou a regra, ontem votou inteiramente contra, pois agora, para os tucanos, a mesma “prejudica os trabalhadores”.

No resumo da história os trabalhadores foram e são prejudicados, seja por PT ou PSDB.

 

4 ideias sobre “Sobre petistas, tucanos e previdência

  1. Professor Xavier

    Engano seu, está falando sobre o que não sabe. Mas fique frio, você não está nesta parada sozinho, tem um monte falando sobre o que “pensa ou imagina” que sabe. A regra do 85/95 já é usada no Serviço Público, ela é diferente do Fator Previdenciário, este sim causa redução no valor do benefício. O único defeito desta regra é que ela pune quem começa a trabalhar muito cedo. Talvez esta nova regra seja aquele incentivo para os folgados e folgadas de hoje começarem a trabalhar bem mais tarde.

  2. leandro

    Não Toledo, frequento outro lugar, o Country Club, lugar onde você nem entra mesmo sendo convidado para uma festa , precisa ter grana e usar rupas de grife, coisa que você de esquerda festiva não pode nem pensar em usar a não ser que esteja na caixinha da Petrobrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>