17:56Brigada!

por Mané Galo, da Ilha do Chapéu, na Baía de Guaratuba

Em Portugal uma discussão sobre a reforma ortográfica provoca reações em vários setores. Alguns jornalistas entendem que nada deve mudar por que portugueses e brasileiros estão se entendendo há muito tempo sem nenhuma reforma. Enquanto eles discutem sobre ortografia, por aqui tem gente abusando das agressões  ao idioma. Numa manifestação de professores, apareceu um deles com um cartaz onde se lia: TÔ NA LUTA. Seria bom que o professor dedicasse algum tempo para uma reciclagem na língua da pátria. Num telejornal famoso, a âncora se despede da repórter dizendo BRIGADA. Se fosse no Rio Grande do Sul ,a gente saberia que ela estava se referindo à Brigada Militar, mas não era. Em outro telejornal a moça do tempo afirma que ” a temperatura baixou por que “CHEGOU UMA FRENTE FRIA”. Se tivesse chegado uma frente quente a temperatura não cairia. Diariamente se constata erros graves e comportamentos dignos do Conselheiro Acácio, de Eça de Queiroz. 

Uma ideia sobre “Brigada!

  1. Professor Xavier

    Nesta batida li dias atrás uma coisa que me causou espanto, uma professora nova se dizia preocupada com a greve, ela dizia ser, pasmem, ” sou concurso novo”, nunca vi colocação tão estapafúrdia. E a dita professora foi aprovada em concurso público recente. Fiquei imaginando o tipo e o nível das perguntas feitas no tal concurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>