16:52Corregedor da Assembleia acusa assessor de Tadeu Veneri de tentativa de homicídio contra policiais militares

Do enviado especial:

O deputado Missionário Ricardo Arruda (PSC), corregedor da Assembleia Legislativa do Paraná, acusou hoje (11) o assessor do deputado Tadeu Veneri (PT) de tentativa de homicídio contra policiais militares do BOPE que estavam estacionados no pátio da Assembleia no dia 29 de abril. O ataque aconteceu um pouco antes do conflito dos professores com a Polícia Militar no Centro Cívico. Segundo Ricardo Arruda, por volta das 11 horas da manhã,  Roges Cezoski,  assessor da liderança da oposição, arremessou um vaso de plantas contra os policiais do 8º andar. O projétil improvisado atingiu o solo, por conta da aceleração, com um peso de mais de 100 quilos e provocaria morte fulminante se atingisse um policial. O atentado tem duas testemunhas que formalizaram a denúncia para o corregedor. Um processo para exoneração sumária do servidor, que recebe salário de R$ 15 mil mensais, vai ser iniciado imediatamente. O deputado Ricardo Arruda se disse estarrecido com o episódio e adiantou que pensa em propor a exigência de exames psicológicos para os servidores da Assembleia. Deputados como Tadeu Veneri, Nereu Moura (PMDB) e Professor Lemos (PT) tentaram minimizar a gravidade do episódio. Veneri chegou a alegar que seu funcionário não teria arremessado o vaso sobre os policiais, mas apenas as plantas. Um vídeo que registra o episódio mostra que o funcionário do PT arremessou o vaso e as plantas (ver abaixo). Os deputados da oposição, que passaram uma semana posando de vítimas, não conseguiam esconder o constrangimento diante da violência homicida do companheiro.

 

 

8 ideias sobre “Corregedor da Assembleia acusa assessor de Tadeu Veneri de tentativa de homicídio contra policiais militares

  1. eduardo

    caiu a máscara dos companheiros. violentos, fascistas e posando eternamente de vítimas das ‘elites”.

  2. leandro

    Este é o padrão. Com este flagra até poderíamos imaginar que aqueles “230″ feridos, alguns foram através de auto ferimento ou acertos para jogar a culpa nos outros. Incrível, como eles conseguem distorcer o fato.

  3. TOLEDO

    Leandro, segura a onda. Você esta escrevendo e pensando muita merda. Faz o seguinte: Só pensa, não escreve. Quando der vontade de escrever, vai jogar tênis no Curitibano.

  4. Matusalem

    Toledo a br fica logo ali”! Pega você o caminhão de mudança do qual você um dia caiu e “sarta fora” maluco! Curitiba não te serve veio!

  5. Paulão

    Punição exemplar ao culpado. Agora, o que deveria entrar na pauta é o fato de um assessor da Alep ganhar R$ 15 mil. É o fim do mundo, num país onde o salário mínimo não chega a R$ 1 mil, esses aspones recebendo isso.

  6. leandro

    Merda fez o assessor, não pensou que estava com um deputado que combatia no momento a “violência” policial. É mais ou menos isso que o pessoal radical faz, ” dá o tapa e depois tira a mão.”
    A propósito Toledo, só para teu conhecimento, jogo Golfe , mas lá no Graciosa Country Club, eu posso, você pode?

  7. Paulo

    Ahhh…pra registrar, na SEFA/CRE muita, mas MUITA, gente ganha entre 20 e 30 mil reais.
    E olha que a produtividade é bem questionável.
    Até porque não existe nenhum tipo de mensuração de trabalho naquelas bandas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>