9:20A condecoração do barulho

Os jornalistas André Gonçalves e Diego Ribeiro revelaram no blog Conexão Brasília, da Gazeta do Povo, que a Polícia Militar do Paraná aprovou em 2011 a condecoração de Luiz Abi Antoun com a medalha Coronel Sarmento (ver abaixo). Na lista dos condecorados, o empresário, preso recentemente por envolvimento num esquema de fraude na licitação de oficinas para manutenção da frota oficial do governo no Norte do Paraná, é apresentado como “assessor do governador”. Recentemente o comandante da PM em Maringá afirmou que pedia ajuda financeira para Abi quando o quartel necessitava. Juntando lé com cré dá-se razão a quem está dentro da investigação sobre a atuação do personagem quando informa que o governador Beto Richa arrumou uma encrenca “daquelas” ao afirmar, logo que Abi foi preso, que ele era um “parente distante”. Depois, ao tentar remendar, disse que, sim, o parente era das suas relações sociais. Se tivesse colocado o sol em cima dele, afirmando que era próximo e que se provasse que tinha utilizado tal proximidade para negócios ilícitos, deveria pagar pelo que fez, não teria tanto problemas para explicar o inexplicável. Confiram:

PM do Paraná aprovou condecorar Luiz Abi, citado como “assessor do governador”

Com a colaboração do jornalista Diego Ribeiro:

A Comissão de Mérito da Polícia Militar do Paraná aprovou há quatro anos a condecoração do empresário Luiz Abi Antoun com a maior honraria da instituição, a medalha Coronel Sarmento. A lista de agraciados está registrada no Boletim Geral da PM-PR número 88, de 11 de maio de 2011. Abi Antoun é mencionado no documento como “assessor do governador”.

Outros relacionados para receber a medalha foram o próprio Beto Richa, a primeira-dama, Fernanda Richa, o então prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, e o então presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni. A proposição dos nomes foi feita pelo comandante geral da época, coronel Marcos Teodoro Scheremeta e deliberada “por unanimidade de votos” pela Comissão de Mérito da PM. Um dos integrantes desta comissão é o atual comandante geral, coronel César Vinícius Kogut.

Abi é suspeito de ter participado da fraude em um contrato emergencial concedido pelo Departamento Estadual de Transportes Oficial (Deto) à empresa Providence. Apesar de nunca ter tido cargo no governo, Abi sempre foi considerado influente na gestão Richa. A licitação investigada pelo Gaeco foi realizada em dezembro e vencida pela Providence Auto Center, que o MP acredita ter Abi como proprietário – o dono oficial da empresa é Ismar Ieger, mas ele não teria autonomia para gerenciar o negócio. O contrato de seis meses é de
R$ 1,5 milhão.

Abi chegou a ser preso no mês passado, em etapa da Operação Voldemort, comandada pelo Gaeco, e é primo distante de Richa. Desde a prisão do empresário, o governador vem tentando distanciar seu nome do de Abi. Segundo Richa, os dois mantêm apenas “relações sociais”.

Veja aqui o posicionamento formal da PM sobre a condecoração.

Não há comprovação de que Abi foi efetivamente condecorado na mesma data que Richa. Existem diversos registros na Agência Estadual de Notícias do governo do Paraná sobre a cerimônia, mas nenhuma menção a Luiz Abi, em textos ou fotos.

***

O que diz a Lei 5.798, de 24 de Junho de 1968 [com nova redação pela Lei 11.806 – 05 de Agosto de 1997] :

*Art. 1°.* É criada na Polícia Militar do Paraná, a Medalha Coronel Sarmento, a ser conferida anualmente, pelo Chefe do Poder Executivo, mediante proposta do Comandante Geral da PMPR, na data em que se reverencia a memória do Patrono da Corporação, Cel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento, ou no aniversário da PMPR, *a civis, militares e policiais militares que mais se destacaram em favor da causa pública ou além do dever no desempenho das suas funções.*

Richa com a medalha Coronel Sarmento. Crédito da Foto: Ricardo Almeida/Agência Estadual de Notícias

 

PM diz que condecoração a Luiz Abi foi decisão de comandante demitido em meio a escândalo do jogo do bicho

Coronel Scheremeta. Crédito da foto: arquivo Gazeta do Povo

Com a colaboração do jornalista Diego Ribeiro:

A assessoria de imprensa da Polícia Militar acaba de enviar nota sobre a concessão da medalha Coronel Sarmento ao empresário Luiz Abi Antoun. O texto diz que a concessão foi feita “sob os critérios” do comandante geral da época, coronel Marcos Teodoro Scheremeta. O policial foi afastado do cargo em novembro de 2011. Na época, ele admitiu manter relacionamento com gerentes do jogo do bicho e com a chamada máfia dos caça-níqueis.

O texto do boletim geral, no entanto, cita que a proposição foi deliberada “por unanimidade de votos” pela Comissão de Mérito da PM. Um dos integrantes desta comissão era o atual comandante geral, coronel César Vinícius Kogut. Scheremeta não é citado no boletim entre os membros da comissão que decidiram agraciar Abi Antoun.

Já a súmula da lei que orienta a concessão da condecoração diz que ela é conferida pelo “Chefe do Poder Executivo”, ou seja, o governador.

Veja o que diz o texto da súmula:

Cria na Polícia Militar do Estado do Paraná a Medalha Coronel Sarmento, a ser conferida anualmente, pelo Chefe do Poder Executivo, na data em que se reverencia a memória do Patrôno da Corporação, Cel. Joaquim Antônio de Moraes Sarmento e dá nova redação as letras c e d, do art. 2°, da lei n° 4.340, de 6 de março de 1961.

Veja a íntegra da nota da PM-PR:

A concessão da Medalha Coronel Sarmento é homologada pelo Comando-Geral da PM, sendo concedida anualmente na data do Patrono da corporação Coronel Sarmento. Neste caso específico, a medalha foi concedida pelo comandante-geral à época, hoje inativo, sob os critérios dele. Ressalta-se que Luiz Abi Antoun nunca ocupou um cargo no Governo do Estado do Paraná.

10 ideias sobre “A condecoração do barulho

  1. ferreira

    Está ficando cada vez pior a situação do londrinense no gov.pr.br, melhor renunciar e deixar a loira governar enquanto está imaculada.

  2. Macarrão

    Ora, ora… Agora entendemos o porquê de tantas notícias tentando derrubar o governador Richa… A RPC, a pedidos de alguém, vem desqualificando, apresentando provas que não provaram nada até agora, insistindo em um parentesco no mínimo curioso…. Porém, o próprio teor da denúncia é vaga, as provas, soam ao bizarro…porém, ontem, tivemos o motivo que levou a RPC a patrocinar a causa… Vargas, que sem querer deu início a operação lava Jato, com a tentativa de fraudar o Ministério da Saúde e junto com ele um conhecidíssimo marqueteiro. Afundaram mais um pouco o casal Paulo Bernardo e Gleisi, que devem inúmeras satisfações a Justiça ( exemplo a previdencia dos funcionários dos Correios, certo PB), e de quebra ainda joga mais lama no Bob Req…aquele que fala da Carta, gastando dinheiro público com turismo, que ganha pensão, que levou seu dinheiro dar um passeio em Portugal para não pagar impostos, que não explicou a APPA, o MOM….e tantos outros absurdos! Acho engraçado a denúncia em cima de Abi,(se tiver fraude, cadeia), porém manutenção de carros me parece ser emergência, e uma licitação costuma ser bem demorada….mas, enfim….bateram e bateram…agora sabemos o motivo! Gleisi e Requiao, atolados em trambicagens, e sem ter saída feliz, resolveram para não ir ainda para o lixo da política paranaense, desqualificar de todo o jeito seus rivais, no momento o governador! E a RPC que tem em seus quadros o ex cargo em Comissão do Richa, e agora inimigo Celso Nascimento, que tem na figura deste André Gonçalves, um dos mais canastrões do jornalismo, que fez dos Diários Secretos uma reportagem fraudulenta, ceifada de denúncias vazias, sendo usado por uns politIcos para atingir outros, e que já estão levantando suspeitas, e que sobrevive das verbas de publicidade, tanto estadual quanto federal….porque dia a dia perde assinantes, perde audiência na tv, etc…

  3. João da Silva

    Ai ai….depois da denúncia transmitida na Tv, onde a RPC apresentou prova totalmente inquestionável que Abi era o dono da oficina…através de delação de uma testemunha que seria presa se não se apresentasse a Justiça, agora em seu pasquim apresenta uma prova também inquestionável que Abi era funcionário do Estado, através do Boletim Geral da PM… É par cair o C da B…. Escuta…cadê o jornalismo sério deste pessoal? Tão ganhando quanto? Estas matérias não provam nada com porcaria nenhuma e, pior, se tiver algo contra eles, graças a tantas asneiras e fraudes, acabará sendo tudo anulado! Querem achar prova que Antón foi algum dia funcionário do governo, peçam a folha de funcionários, se lá nada constar…esqueçam….mais hilário, e que derruba ainda mais o atual momento deste lixo chamado RPC, é que seus amigos PB, Gleisi, maria louca e Vargas foram pro pau….1 preso e os outros três devendo muitas explicações….mais engraçado, hoffman e Vargas intermediavam as verbas de publicidade para sites, jornais e afins…Algo a declarar no jornalao da família? Falam tanto de cargos e tal…. Porque não publicam os cargos públicos que fazem parte….Tribunal de Contas, de Justiça, entre outros….

  4. Franco

    João da Silva e Macarrão (será que é o mesmo que é primo do goleiro Bruno? ). Vcs devem ser comissionados do betinho, aspirantes a cargos maiores que, de uma hora para outra estão vendo o sonho ruir. Lamento, mas a casa caiu. Não, não sou petralha, longe disso : sou só um cidadão que se enoja com a corrupção.
    Todo mundo sabe que o primo era o Rasputin das Araucárias, mas aos poucos o quebra cabeça está sendo montado. Primeiro a oficina, as fotos com o betinho, as tretas com a PM, a sociedade das cônjuges numa universidade… Ta tudo encaixando… Daqui a pouco chega na Sercomtel…COPEL, fomento, receita, sanepar…
    The house has fallen…. Betar call Saul …

  5. leandro

    Lembram daquele filme antigo da década de 50, “Os Acorrentados ” com Tony Curtis e Sidney Poitier. Esta história do governador, primo, agora André Vargas, Gleisi, Paulo Bernardo, Correios, publicidade e coisa e tal. Então tudo isso é a mesma situação todos estão acorrentados um com o outro e não podem ir para um lado e para outro sem jogar merda no ventilador do outro.
    O caso do “primo” já no começo deveria ter sido esclarecido e não negado o parentesco e se houver culpa, má fé e tudo que falam, que pague o ou os culpados, agora ficar do jeito que está , é pior que batom na cueca.
    Também concordo com algumas coisas que foram ditas, a RPC já encheu o saco com tudo isso, todos os dias, aliás a Rede Globo fala dos assuntos em geral, 4 vezes ao dia. Ou querem mostrar serviço do “jornalismo investigativo” ou não tem notócias

  6. juca

    A Rede Globo perde em audiência e assim procura esses escândalos para atrair a atenção do público. O BIG BROTHER já foi mais um fracasso, agora a tal novela das velhinhas assanhadas também não colou para a população, esta história da diversidade tem um limite, ninguém é contra, mas tem momentos que enche o saco, como enche o saco as mesmas notícias sempre.
    PS Já repararam como a questão da Petrobrás acalmou e quase não se fala do assunto, até parece que estão pisando no freio, não se sabe o motivo, o que salva são as decisões do Dr. Moro que nem se preocupa com o falatório e faz e bem seu papel de magistrado.

  7. Tanso

    O macarrão e o João da Silva são dois pândegos. Devem ser os filhos do Abi. “Vai ser tudo anulado”. Qua qua qua

  8. Sergio Silvestre

    Noto o esforço dos dois comissionados e os soluços dos dois apaixonados tentando desqualificar as noticias que ainda estão sendo brandas.O MELHOR ESTÁ POR VIR.

  9. Professor Xavier

    Se todo tanso, ou tansa, que dá mancada à frente de um poder executivo tiver que renunciar, vamos ficar sem governo nenhum Desgovernados já viemos de muitos anos. Mas a situação piorou com o novo ano, parece que tudo o que estava escondido apareceu de uma vez só. haja bandalheira e corrupção em Pindorama.

  10. leandro

    Que coisa chata, tudo de ruim sai e acontece em Londrina, seria a água do lago Igapó , o ar ou é assim mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>