12:01Ver nascer uma história do zero

Do blog O Antagonista

A revista Propaganda, em 2012, fez um perfil de Ricardo Hoffmann, que transformou a Borghi/Lowe na segunda maior agência do Brasil, mérito de seus acordos com os petistas, que lhe renderam as contas da Caixa Econômica Federal, Ministério da Saúde, BNDES e Petrobras Distribuidora:

Nesses 30 anos de vida profissional, Hoffmann diz que esta foi a sua experiência mais marcante. “Não apenas pelos resultados, mas pela oportunidade de ver nascer uma história do zero, de participar de um projeto desde o início”, conta ele. Não é difícil imaginar o salto da filial nesses poucos mais de cinco anos: de apenas um para quase 50 funcionários; de nenhum cliente para três, e dos mais importantes – Caixa, Apex e Ministério da Saúde; de um modesto conjunto de duas salas, para mais de 500 m2 de um imponente espaço duplex.

2 ideias sobre “Ver nascer uma história do zero

  1. Professor Xavier

    Realmente, este cara tem do que se orgulhar,da noite para o dia abocanhou contas que nem as maiores agências de publicidade conseguiram abocanhar. Ou se trata da mais pura competência, ou da mais pura safadeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>