11:03A brincadeira e a coisa séria

O departamento de criatividade de prefeitura de Curitiba deixou muita gente apavorada ontem ao divulgar, “oficialmente”, nas redes sociais, que o centro de Curitiba foi fechado para a circulação de automóveis. Era uma brincadeira de primeiro de abril e a justificativa foi a de que a coisa serviu para abrir o debate. Hummmmmm. De qualquer forma, nos dias 9 e 10 de abril, a sério, o tema será discutido num seminário sobre o “Uso do Automóvel na Cidade”. Confiram:

Uso do Automóvel na Cidade será discutido em Curitiba durante seminário internacional

Especialistas, estudiosos e representantes do poder público, da academia, da indústria e da sociedade irão se reunir em Curitiba nos dias 9 e 10 de abril no seminário internacional Uso do Automóvel na Cidade, evento promovido pela Prefeitura de Curitiba em parceria com Universidade Positivo, Grupo GRPcom, Associação Comercial do Paraná e Renault do Brasil.

O encontro será realizado no Salão de Atos do Parque Barigui e promoverá discussões no formato de painéis, fomentando a interação dos diversos setores envolvidos. O objetivo é criar um ambiente favorável à geração de ideias inovadoras, soluções alternativas ao uso do automóvel e propostas que contribuam para a melhoria da qualidade de vida, que possam ser implementadas pelas cidades no mundo.

A abertura do seminário será com a palestra magna “A Mobilidade Individual Sustentável Livre de Carbono”, de Victor Edgens, diretor de pesquisa e treinamento do Vedecon, instituto francês que reúne companhias do setor automotivo e grandes empresas do setor aeronáutico, além de pequenas e microempresas, universidades, escolas de engenharias e órgãos do setor público.

O secretário do Governo Municipal, Ricardo Mac Donald Ghisi, fecha a programação do primeiro dia do seminário com a palestra “Uso Urbano de Carros”.

Um dos destaques da programação é a sessão Experiências de Sucesso da Administração Pública sobre o Uso Urbano do Automóvel, que será realizada no dia 10 de abril com a moderação do prefeito Gustavo Fruet.

Participam da mesa de debates Guadalupe Rodríguez Marcaida, representante da Secretaria de Transporte e Trânsito de Buenos Aires (Argentina); Mario Axel Miranda, da Secretaria de Segurança Pública e Rodoviária de Toluca (México); Manoel Heitor, do Centro de Estudos em Inovação e Políticas de Desenvolvimento do Instituto Superior Técnico de Lisboa (Portugal); e Françoise Meteyer-Zeldine, do Centro de Expertise sobre Meio ambiente, Mobilidade e Cidades do Governo da França. Eles apresentam projetos e soluções de mobilidade urbana implantadas em suas regiões.

 

Estudos

Os estudos da academia na área de mobilidade serão apresentados em uma sessão com a moderação do diretor do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, Sérgio Pires, e a apresentação de painéis de profissionais como Caio Vassão, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e do projeto Pocket Car, e Paolo Bertaccini Bonoli, fundador do Centro de Pesquisa Territoria, associado ao Centro Avançado ASAG, da Universidade Católica de Milão.

As recentes pesquisas e propostas da indústria para o uso urbano do automóvel serão destacadas em uma sessão comandada pelo jornalista e especialista em segurança no trânsito J. Pedro Corrêa e a participação de Jean Grebèrt (Renault), Paulo Cesar Waidzik (Motiva S/A), André Marim (Fleety) e Jorge Mussi (Volvo).

 

Inscrições

As inscrições para o seminário internacional Uso do Automóvel na Cidade continuam abertas. Os interessados podem acessar o site do evento no endereço www.curitiba.pr.gov.br/usodoautomovel, ou entrar em contato através do e-mail internacional@pmc.curitiba.pr.gov.br e telefone (41) 3350-8141.

2 ideias sobre “A brincadeira e a coisa séria

  1. leandro

    Tá faltando gente muito boa daqui de Curitiba para participar nesse Seminário Internacional. Muitos desse que está a vir de fora do país tiveram suas noções sobre o assunto com muitos que já passaram pelo IPPUC e pela própria Prefeitura e ainda hoje estão no mundo fazendo projetos e para o desespero de outros são projetos aplicado nas diversas cidades em outros países, quer sobre o ponto de vista da circulação, como de transporte. Curitiba já teve muito tempo atrás estudos par fechar o anel central, aliás esta denominação veio em função da possibilidade de não haver transito de veículos dentro do perímetro do anel central. Alguns que ainda estão aqui, devem lembram que a implantação do Terminal da Praça Rui Barbosa que fica numa das alças desse anel, seria acompanhada por outro grande estacionamento na Praça Santos Andrade, outro ponto do anel. Um deles foi feito o outro ficou para outras administrações, pois não é possível fazer tudo em 7 dias, isso somente uma pessoa conseguiu e o pior é que outros estão acabando com o que foi feito. Desse internacionais que aí estão, cito como pitoresco o México estar presente quando lá na cidade do México uma das maiores do mundo e um trânsito caótico, quem sabe dirão como administrar situações adversas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>