11:19Vagau

de Wilson Bueno

Os vagais são pouco sisudos – não porque não sejam sérios, mas principalmente porque os anima uma atividade desesperada no coração. O que abre esta reflexão no escuro é o exemplo vivo de como o apego dos vagais às pessoas, mais, muito mais que às coisas, os faz perdidamente ferrados à certeza, de que só eles, estes desarvorados, estejam aptos para vitória. É que um legítimo vagau encara a derrota como um equívoco, um erro, um triunfo.

*Trecho do texto “Diário Vagau”, publicado no livro Bolero’s Bar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>