8:34O foguete Youssef

O Ministério Público de São Paulo investiga possível intermediação de propinas feita por Alberto Youssef em falcatruas da Sabesp, do Metrô e de refinarias da Petrobras naquele estado. Pelo noticiário que explodiu depois da prisão deste paranaense na Operação Lava Jato, parece que a banda podre do Brasil, que é imensa, só recorreu a ele para este tipo de “operação”. E os outros? Como se sabe, Youssef  tinha sido preso há alguns anos na esteira do caso Banestado de remessa de dinheiro para fora do país. Fez delação premiada, saiu livre e seus negócios decolaram feito foguete da Nasa por causa da fama. Agora, se bater asas depois de dois, três anos de gaiola, vai baixar o fogo? Hummmmmmmm. O que menos se fala é que um “profissional” como ele só existe por conta de quem quer fazer a mutreta. Ele é uma espécie de funcionário temporário e especializado neste tipo de serviço sujo, mas a grana, normalmente brotada de cofres públicos, quem disponibiliza é bandido de colarinho branco ou do andar de cima das empresas que se beneficiam destes negócios com governos. No fim, é o doleiro que fica famoso e, de certa forma, protege os ladrões com altos cargos oficiais e nas empresas e que, podem notar, aparecem sempre com cara de santo. Expressionante!

Uma ideia sobre “O foguete Youssef

  1. ronaldo pestana

    Zé Beto não foi só o Banestado, a Copel saiu no Fantástico com toda equipe da empresa desfilando no BB, repercussão nacional e nada aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>